Diego, campeão de novo contra o Bota?

O Botafogo está mais uma vez no caminho do título para o goleiro Diego, do Atlético-PR. Ele 1999 ele viu ainda como reserva do time do Juventude (o titular era Emerson, atualmente no Bahia) a sua equipe conquistar o título da Copa do Brasil com um Maracanã cheio com 110 mil torcedores. Neste domingo, o Atlético pode ser campeão brasileiro caso vença o Alvinegro carioca e o Santos perca ou empate contra o Vasco. "Aquele jogo me traz muita alegria, apesar de não estar em campo, mas fazendo parte do grupo. Pode ser que agora de novo contra o Botafogo nós, com um ponto atrás do Santos, conseguimos a vitória e temos chances de ser campeões", disse.Diego também se abateu com a derrota do final de semana passado, mas garante que ele e o grupo estão recuperados. "Nosso adversário tem qualidade e também precisa de uma vitória ou empate para não ser rebaixado. Teremos que ficar muito atentos", afirmou.Na opinião de Diego, a partida deste domingo é a mais importante desde sua chegada ao Atlético, há dois anos. "Eu diria que é a partida da minha vida. Todos nós temos que pensar assim, dessa maneira, ter essa responsabilidade para conseguir uma grande conquista".Quando entrar em campo, Diego, que tem contrato até dezembro de 2006, fará sua 44a partida como titular do Rubro-Negro neste campeonato. O goleiro ficou de fora apenas contra o Guarani e conta com a experiência de sua zaga para não tomar gols, que somam 55 no Brasileirão."Nossa defesa teve papel importantíssimo em muitos jogos. Nossa equipe chegou a ficar quatro partidas sem tomar gols, foi uma seqüência fundamental, isso mostra a consistência e atenção durante a partida. Nossa marcação sempre foi um dos pontos fortes e com a categoria dos atacantes conseguimos bons resultados", elogiou.Com 25 anos, 1,88m, Diego nasceu em Itaqui (RS) e começou a jogar no Grêmio com 12 anos onde ficou até os 16. "Eu tive uma série de lesões e o clube acreditou que eu não teria condições de acompanhar todo o grupo. Em 97 tive a chance de ir para o Juventude onde as coisas aconteceram muito rápido, inclusive conquistando o campeonato gaúcho em 98", concluiu Diego.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.