Diego Costa admite pressão para brilhar pela Espanha

Diego Costa admite pressão para brilhar pela Espanha

Mesmo lesionado, jogador atende à convocação da seleção espanhola, porque sente pressão para mostrar resultados

Estadão Conteúdo

06 de outubro de 2014 | 15h12

Diego Costa vive novo dilema na carreira. Antes dividido entre Brasil e Espanha, agora o atacante não sabe se prioriza o Chelsea, o time que banca seu salário, ou concentra forças na seleção espanhola, pela qual ainda não marcou e ainda tenta justificar a convocação para jogar a Copa do Mundo.

O motivo do dilema é uma lesão no tendão, com a qual o jogador convive desde a temporada passada. Por causa do problema físico, vem sendo poupado nos treinos do Chelsea, embora tenha jogado quase todas as partidas, e com destaque - é o artilheiro do Campeonato Inglês.

Preservado nos treinamentos, Diego Costa poderia aproveitar a ausência de jogos do Chelsea no próximo fim de semana para se concentrar no tratamento físico. No entanto, preferiu atender à convocação do técnico Vicente Del Bosque para defender a Espanha em dois jogos das Eliminatórias da Eurocopa de 2016.

"Estou pronto para jogar", declarou o atacante ao jornal espanhol Marca. "Eu tive alguns problemas, mas estou ficando melhor. Já joguei três partidas nesta semana e o treinador sabe que eu estou me recuperando, mas estarei me tratando durante esta semana", afirmou.

Diego Costa tem tomado cuidado para evitar um atrito entre clube e seleção. "Não quero ficar no meio. [José] Mourinho não me disse nada. Aqui [na seleção] eu tenho a confiança do treinador, o departamento técnico. Se houver algum problema, falarei para eles. Se eu me machucar, não vou jogar", garantiu.

O atacante insiste em permanecer junto ao grupo espanhol porque se sente pressionado para mostrar resultados na equipe. Ele já disputou cinco partidas com a camisa da seleção, inclusive pela Copa do Mundo, ainda sem deixar sua marca.

"O que mais quero é ser bem-sucedido aqui. Até agora as coisas ainda não saíram como eu esperava aqui. É por isso que quero fazer um bom trabalho com a Espanha. Ainda não marquei, mas se observar meus jogos, não tive muitas oportunidades. Preciso trabalhar duro para marcar meu primeiro gol", declarou o atacante.

Diego Costa faz parte do elenco espanhol que enfrentará Eslováquia e Luxemburgo, na quinta-feira e no próximo domingo, ambos fora de casa, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2016.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolEspanhaDiego Costa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.