Diego Costa e Ramires podem voltar contra o United, diz Mourinho

Diego Costa e Ramires podem voltar contra o United, diz Mourinho

Dupla brasileira, além de Mikel, reforça o Chelsea no jogo contra o Manchester United, que marca o reencontro de Mourinho e Van Gaal

REUTERS

24 de outubro de 2014 | 12h25

Diego Costa, Ramires e John Mikel Obi podem retornar ao time do Chelsea para o confronto de domingo contra o Manchester United, no Old Trafford, pelo Campeonato Inglês, disse o técnico José Mourinho nesta sexta-feira.O atacante Loic Remy, no entanto, está definitivamente fora da partida.

O trio que pode reforçar o time londrino não jogou na goleada de 6 x 0 sobre o Maribor, na terça-feira, pela Liga dos Campeões, mas Mourinho disse que todos eles têm "uma pequena chance" de enfrentar o United, e que ele tomará a decisão após o treino de sábado.

Diego Costa, artilheiro do Campeonato Inglês com nove gols, desfalcou o time nos dois últimos jogos do Chelsea devido a uma lesão muscular e depois uma virose, enquanto Ramires não joga há seis partidas e Mikel ficou fora das últimas duas, também por lesão.

Remy, no entanto, ficará sem jogar por duas a três semanas após sofrer uma contusão na virilha ao marcar o primeiro gol da vitória sobre o Maribor, no Stamford Bridge.

Os jogos entre United e Chelsea têm estado entre os mais emocionantes da liga nas últimas temporadas, e este será especial para Mourinho porque o técnico adversário agora é seu ex-chefe no Barcelona Louis van Gaal.

Mourinho trabalhou no Barça como assistente de Van Gaal por três anos, e ambos permaneceram amigos próximos desde então. Em campo se enfrentaram apenas uma vez, na final da Liga dos Campeões de 2010, quando a Inter de Milão de Mourinho venceu o Bayern de Munique de Van Gaal.

Apesar de o United estar em sexto lugar, com apenas três vitórias em oito jogos, Mourinho disse que jogar no Old Trafford é sempre especial, e que a amizade com Van Gaal será posta de lado por 90 minutos.

"Não importa quem é o técnico, ou o momento, ou a tabela de classificação, ou os jogadores, Man United é Man United e eu sempre olho para eles além desses fatores", disse.

"Amanhã eu não jogo contra Louis, o Chelsea joga contra o Man United, e durante o jogo eu não tenho tempo, e ele não tem tempo, para olhar quem é o técnico adversário", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolCampeonato Inglês

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.