Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Diego Costa treina e vira esperança do Atlético de Madrid em final

Atacante fez um trabalho intenso para participar de decisao da Liga dos Campeões

Agência Estado

23 de maio de 2014 | 15h45

LISBOA - Depois de ser praticamente descartado para a final da Liga dos Campeões, com uma lesão muscular, Diego Costa agora parece voltar a ser uma esperança para o Atlético de Madrid conquistar um título inédito. Nesta sexta-feira pela manhã, o centroavante foi a campo para treinar sem bola, deu arrancadas fortes e indícios de que pode jogar. Afinal, ele não pode forçar à toa porque, logo após a decisão, se apresenta à seleção espanhola para jogar a Copa.

O meia Arda Turan também treinou no campo, aparentemente sem restrições. Depois, em entrevista coletiva, o técnico Diego Simeone avisou que os dois não estão nem escalados, nem descartados. E que a utilização dos dois vai depender da forma como eles se comportarem no treino da noite. "De qualquer forma, temos dois garotos avisados e preparados para jogar. Eles sabem que veremos como será o treino de hoje (sexta) para decidir. Se não jogarem Diego Costa e Turan, serão eles", explicou treinador.

Sobre o jogo em si, Simeone aviso que será uma partida diferente de qualquer outra que o Atlético de Madrid tenha feito sob seu comando. "A primeira meia hora será muito importante. Será importante ver quem vai dominar o meio-campo. A partida se desenrolará nesses lugares", comentou o argentino, cujo time prima pelo domínio de espaços no campo.

"Uma equipe pode dominar o espaço, outra dominar a posse de bola. Gostaria de dominar as duas coisas, mas espero dominar pelo menos em uma", explicou. Simeone ainda evitou comparações com a final da Copa do Rei do ano passado, vencida pelo Atlético. "O Real de hoje é um time muito mais competitivo, muito mais trabalhado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.