Gilvan de Souza / Flamengo
Gilvan de Souza / Flamengo

Diego defende Barbieri após novo tropeço do Flamengo na Libertadores

Meia diz que lamenta mais o empate em 1 a 1 no Rio de Janeiro do que o jogo sem gols fora de casa

Estadão Conteúdo

26 de abril de 2018 | 10h14

Como vem sendo rotina no Flamengo, o elenco saiu em defesa do técnico Maurício Barbieri após mais um tropeço da equipe carioca, na noite desta quarta-feira. Um dos líderes da equipe, o meia Diego garantiu apoio total do grupo ao treinador, que substituiu Paulo César Carpegiani, demitido no fim do mês passado.

+ Técnico do Fla valoriza ponto fora e nega falta de vontade do time

+ Por redução de pena, Bruno deixa de dar aula para capinar terreno em Varginha

"É o nosso treinador e a diretoria tem total confiança nele. Nós, como jogadores, estamos muito satisfeitos com o trabalho dele, com a convicção dele naquilo que ele quer e temos feito o nosso melhor para poder vencer. Sabemos que as vitórias serão boas para ele", declarou o jogador.

Barbieri assumiu o cargo no fim de março após a saída de Carpegiani, na companhia do diretor de futebol Rodrigo Caetano. O treinador anterior não resistiu à pressão pela queda nas semifinais do Campeonato Carioca. Com Barbieri, então auxiliar, o time estreou com derrota no Brasileirão, mas lidera o Grupo D da Copa Libertadores, mesmo após dois empates.

O novo tropeço aconteceu na noite desta quarta, em Bogotá, no empate sem gols com o Independiente Santa Fe. Para Diego, o Flamengo deixou a desejar no ataque. "Poderíamos ter criado mais chances. Não fizemos um bom jogo tecnicamente, mas não lamento esse ponto fora. Sabemos a dificuldade de jogar uma Libertadores longe de casa", comentou.

"Lamentei muito mais os pontos que deixamos de somar no Rio de Janeiro contra eles. Foi um jogo muito duro e a equipe superou a dificuldade com disposição. Temos um jogo em casa contra o Emelec e a classificação está em nossas mãos. Poderemos contar com a nossa torcida pela primeira vez nessa fase de grupos, então vamos com tudo para conseguir a vitória", declarou o meia.

Na próxima rodada da sua chave na Libertadores, o time rubro-negro recebe o Emelec no Maracanã, finalmente com torcida, no primeiro jogo após o fim da punição da Conmebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.