Diego descarta volta e sonha com Copa

O meia Diego, de 20 anos, está satisfeito com a vida em Portugal. Depois de ter sido eleito pela imprensa especializada o melhor jogador nas três últimas rodadas do Campeonato Português, o jogador revelou por telefone à Agência Estado que as coisas estão boas no Porto e que ele não pretende voltar tão cedo ao Brasil. "Saíram algumas especulações de que eu estaria voltando, mas não é verdade. Não tem por que voltar, estou muito bem aqui", revelou o brasileiro.Mesmo sem levar o título desta temporada, que ficou com o Benfica, Diego vive um bom momento na Europa. O jogador, campeão brasileiro em 2002 e vice-campeão da Copa Libertadores em 2003 pelo Santos, disse que sua adaptação ao futebol português sempre foi muito boa. "O Porto é um clube de ponta e a adaptação na Europa não é fácil. Mas consegui encontrar um bom ambiente aqui e tenho melhorado bastante nos últimos jogos", ressalta o meia.Sobre uma possível transferência para um grande clube europeu, Diego também descarta a hipótese. "No momento estou legal aqui. Não tenho idéia de me transferir para Itália ou para a Espanha. Quero ter uma boa passagem pelo Porto e ajudar o time a conquistar muitos títulos ainda."SELEÇÃO E CARREIRA - Apesar de convocado só 13 vezes e não ter sido chamado para as Eliminatórias e para a Copa das Confederações por Carlos Alberto Parreira, Diego tem esperanças de defender o Brasil na Copa da Alemanha, no próximo ano. "Desde 2003 tenho este objetivo, este sonho. Jogo e treino pensando em atuar pela seleção brasileira na Copa", disse.Sobre a possibilidade de voltar a jogar ao lado de Robinho, Diego sorri. "Seria uma satisfação profissional muito grande, além da satisfação pessoal também. Seria um momento muito especial. Mas se não for na Copa, a gente vai se encontrar por aí, com certeza."Com apenas 20 anos, Diego vive bem em Matosinhos e coleciona muitos momentos marcantes na carreira. Em Portugal, afirma que a conquista da Super Taça no primeiro jogo oficial que fez pelo Porto é um destes momentos. "Ganhar uma final é bom demais, ainda mais em cima do Benfica." Além deste título, o jogador, natural de Ribeirão Preto, considera a conquista do título mundial contra o Once Caldas, no fim de 2004, um fato importante na sua passagem pelo Porto.Ainda longe da aposentadoria, Diego afirma que vai encerrar a carreira no Brasil. Só não sabe o time. "O clube que mais tenho afinidade é o Santos, claro. Mas não poderia responder agora em qual time encerraria minha trajetória no futebol. Acho o Santos legal, mas não poderia definir nada ainda."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.