Diego discute reajuste de salário

O fim da temporada marca o início da fase de negociações e especulações a respeito do futuro de vários jogadores, especialmente Diego, um dos destaques do Santos na conquista do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira, durante promoção da Nike, o pai do meia-atacante, Djair Cunha, confirmou que, a partir da próxima semana vai conversar com os dirigentes do Santos para discutir um aumento de salário que, segundo dados extra-oficiais, é de R$ 35 mil. ?Como se costuma dizer, as coisas funcionam a partir do custo-benefício. O clube já teve o benefício, agora será a vez do custo?, diz Cunha. Segundo o pai de Diego, que é dono de 40% do passe do jogador, a intenção é esperar por uma proposta por parte do Santos, que é dono dos outros 60% do passe. ?Se o valor for considerado razoável, tudo deverá ser feito rapidamente.? Cunha ressaltou que é de seu interesse e do filho a permanência no Santos, pelo menos até o fim do primeiro semestre de 2003. ?Agora que fomos campeões, não tem dinheiro que me tire daqui?, diz o jogador, que deve ficar os próximos 20 dias se recuperando da contratura na coxa direita que o tirou da decisão contra o Corinthians. Nos primeiros dias após a conquista do título, o meia diz que já está conhecendo os prós e contras da fama. ?Acho que um lado ruim é que publicaram algumas mentiras a meu respeito. Mas o lado bom é o reconhecimento do trabalho e o carinho dos torcedores, que acabam compensando qualquer coisa.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.