Arquivo/AE
Arquivo/AE

Diego diz que foi para a Juventus para convencer Dunga

Meia quer voltar para a selelção brasileira e disputar a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul

Ansa

26 de agosto de 2009 | 15h33

O meia Diego, que se transferiu do Werder Bremen para a Juventus, revelou nesta quarta-feira que decidiu aceitar a proposta de ir para o time de Turim por se tratar de um clube que dará a projeção necessária para que possa ser convocado para a seleção brasileira.

 

Veja também:

tabela Classificação / Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

"A Juventus é uma excelente vitrine para que eu me faça notar para Dunga e convencê-lo a me convocar", disse o brasileiro, confessando que ainda sonha em "estar na África do Sul" para a Copa do Mundo de 2010.

 

Diego fez questão de esclarecer também que foi muito motivado pelo fato de que a Juventus "é um grande clube e pode ganhar títulos".

 

Na sua estreia pelo Campeonato Italiano, o meia foi fundamental para garantir a vitória por 1 a 0 sobre o Chievo Verona. O passe para o único gol do jogo partiu de seus pés.

 

Diego também elogiou o atacante brasileiro Amauri, que espera a liberação de seu passaporte italiano para poder defender a seleção do técnico Marcelo Lippi. "É um dos melhores atacantes do mundo e é preferível tê-lo como companheiro na Juventus do que como rival na seleção", comentou Diego.

 

A Juventus adotou uma postura mais aberta aos brasileiros nos últimos meses, ao contratar Diego e o volante Felipe Melo. Agora, o time de Turim negocia com o Schalke 04, da Alemanha, a compra do lateral-direito Rafinha.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.