Diego, do Flu, pode jogar em Portugal

Uma suposta venda do meia Diego, de 19 anos, para o futebol português mexeu com o ambiente de aparente tranqüilidade no Fluminense, cinco dias antes da primeira partida da final do Campeonato Carioca, contra o Volta Redonda, no Maracanã. A diretoria tricolor negou a negociação, mas admitiu que a revelação das Laranjeiras recebeu algumas sondagens de clubes do exterior. Durante o treino de hoje, surgiu a informação de que os direitos federativos de Diego haviam sido vendidos para o empresário Eduardo Uram, por cerca de R$ 4 milhões, que o repassaria em julho para um clube português - Benfica ou Porto. O gerente de futebol do Fluminense, Gustavo Mendes, confirmou apenas que o jogador assinou "uma procuração com o empresário". "Ele tem contrato com o Fluminense até o fim de 2006 e, em caso de qualquer negociação, o clube terá de ser consultado. Diego e nenhum outro jogador estão vendidos", declarou o dirigente. Perguntado se tinha tomado conhecimento sobre uma possível proposta do futebol europeu, depois do treino físico, Diego afirmou que se a negociação for benéfica para ele e, ao mesmo tempo, para o clube, o momento de deixar as Laranjeiras pode ser bom. "É o sonho de qualquer jogador jogar no exterior e comigo não é diferente. Estou numa fase muito boa", explicou Diego, lembrando que, nessa semana, a decisão contra o Volta Redonda é a principal preocupação de todos no Fluminense. "Meu pensamento está voltado somente para a final". Assim espera o técnico Abel Braga. As más recordações da final da Copa do Brasil, quando sob seu comando, o Flamengo perdeu o título em 2004 para o Santo André, diante de um Maracanã lotado, servem como exemplo para o elenco tricolor. "Vamos esquecer esse negócio e pensar apenas no jogo de domingo", avisou Abel Braga, no momento em que lhe perguntaram sobre a possível transferência de Diego. Solicitação - A diretoria tricolor pediu hoje à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que libere o volante Arouca para jogar as duas partidas da final do Campeonato Carioca, antes de disputar um torneio no Chile, com a seleção brasileira sub-20.

Agencia Estado,

05 de abril de 2005 | 19h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.