Fabian Bimmer/Reuters - 29/04/2011
Fabian Bimmer/Reuters - 29/04/2011

Diego emprestado ao Atlético de Madrid

Wolfsburg cedeu meia para a equipe espanhola por uma temporada

AE, Agência Estado

31 de agosto de 2011 | 15h17

Depois de uma longa novela, o Wolfsburg finalmente confirmou o empréstimo do meia Diego para o Atlético de Madrid, nesta quarta-feira. O jogador brasileiro assinou contrato com a equipe espanhola pelo período de uma temporada. Os detalhes da negociação não foram revelados.

"Estou convencido de que o Diego desempenhará um papel fundamental em Madri. Desejo-lhe tudo de bom", declarou o técnico da equipe alemã, Feliz Magath, com quem Diego se desentendeu no transcorrer da última temporada.

A negociação vinha se prolongando pelas últimas semanas. O Atlético de Madrid queria acertar a contratação por empréstimo, enquanto o Wolfsburg só aceitava negociar o jogador em definitivo. No entanto, como a janela para transferência se encerrava nesta quarta, os alemães acabaram cedendo.

O Wolfsburg já havia anunciado que não utilizaria Diego nesta temporada. O brasileiro se desentendeu com jogadores, com Magath e chegou a abandonar a concentração em uma partida na última temporada, ao saber que ficaria no banco de reservas. Assim, o treinador avisou aos dirigentes que, se o jogador não fosse negociado, iria para a equipe B.

Revelado pelo Santos, em 2002, Diego apareceu, ao lado de Robinho, como uma das grandes esperanças do futebol brasileiro. Negociado com o Porto, não conseguiu repetir o bom desempenho e acabou indo para o Werder Bremen. No futebol da Alemanha ele teve seu último grande momento, que o fez retornar à seleção, quando marcou 38 gols e deu 31 assistências em 84 partidas pelo Campeonato Alemão.

A boa fase despertou o interesse da Juventus. Na Itália, o meia até teve um bom começo, mas voltou a atuar mal e acabou encostado na equipe. Mesmo assim, o Wolfsburg apostou em seu futebol e desembolsou 15,5 milhões de euros (cerca de R$ 36,1 milhões) para sua contratação. Mas ele voltou a decepcionar e em 30 partidas pelo Alemão marcou apenas seis gols.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.