Jefferson Bernardes/AFP
Jefferson Bernardes/AFP

Diego faz apelo à torcida do Flamengo e confia em retorno de Réver para 'decisão'

Até o momento é decepcionante a venda de ingressos para o jogo com o Junior Bartranquilla

Estadão Conteúdo

21 Novembro 2017 | 20h34

Às vésperas do início das semifinais da Copa Sul-Americana diante do Junior Barranquilla, no Maracanã, o meia Diego falou sobre a partida que acontecerá nesta quinta-feira. E diante da venda decepcionante de ingressos até o momento, fez um apelo aos flamenguistas para que compareçam em peso e apoiem, como fizeram nas quartas diante do Fluminense.

+ Confira as notícias do Flamengo

"Acredito que grande parte dos jogadores está preparada para suportar esse tipo de pressão. Quanto mais motivados estivermos, pior será para eles (Junior Barranquilla). É importante para os torcedores verem a importância que têm. Contra o Fluminense, foi um confronto muito difícil, e a torcida nos deu força para seguirmos em frente", declarou o meia nesta terça.

A esperança flamenguista é que este apelo de Diego faça alguma diferença. Afinal, a dois dias para o confronto, foram vendidos apenas 27.500 dos cerca de 60 mil ingressos à venda.

 

Se pediu que a torcida faça sua parte fora de campo, Diego espera que o Flamengo conte com um reforço importante dentro dele. O zagueiro Réver voltou a treinar na última segunda-feira após se recuperar de grave problema no joelho e pode ser a surpresa em campo na quinta. A escalação, porém, deverá ser definida momentos antes do apito inicial.

"Poder contar com ele seria excelente para nós. A importância dele é clara. Nós, jogadores, também vemos dessa forma. Os jogadores que têm entrado corresponderam, mas há essa expectativa pelo Réver estar de volta para nos ajudar, como sempre fez", disse o meia.

Apesar da lesão sofrida ainda durante a Libertadores e de um ano mais irregular que em 2016, Diego considerou que esta temporada selou seu vínculo com o Flamengo e sua torcida. E para recompensá-los, o meia exaltou a importância de um título continental.

"Essa é minha ideia. Estou extremamente feliz aqui, dentro e fora de campo. Acredito que foi um ano em que dei um passo à frente em relação à identificação e afirmação no clube", considerou. "Sou extremamente grato por tudo que o Flamengo fez por mim e procuro retribuir isso dentro de campo. Vejo meu presente e meu futuro aqui no Flamengo."

Mais conteúdo sobre:
futebol Flamengo Copa Sul-americana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.