Peter Powell/EFE
Peter Powell/EFE

Diego Forlán vai fazer história na seleção uruguaia mais uma vez

Meia do Internacional completará 100 jogos com a camisa do Uruguai, uma marca que ele nem sequer imaginou que poderia atingir

Paulo Favero e Vitor Villar - Enviados Especiais, O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2013 | 08h06

SALVADOR - Diego Forlán vai alcançar nesta quinta-feira uma marca histórica com a camisa do Uruguai. Quando entrar em campo, o jogador do Internacional completará 100 jogos pela seleção, uma marca que ele sequer imaginou que poderia atingir um dia. “Acho que conquistei muito mais do que sonhava no futebol”, diz o atleta, que aos 34 anos também é o maior artilheiro da Celeste com 33 gols.

Eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010, ele sabe o quanto pode ser útil para a equipe, que vem tendo uma campanha irregular nos últimos meses, com uma queda de produção nas Eliminatórias Sul-Americanas que deixaram a equipe em risco de não garantir vaga para 2014.

“Claro que estou mais perto de minha aposentadoria na seleção, mas quero ainda jogar outro Mundial”, afirma. Seus companheiros também reforçam o quanto ele é importante para a equipe. “O Forlán é um fenômeno. É sempre bom estar em campo com ele”, revela Cavani.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.