Sergio Moraes/Reuters
Sergio Moraes/Reuters

Diego lamenta tropeço do Flamengo e cobra mais objetividade no ataque

Meia foi titular no empate por 1 a 1, com o Red Bull Bragantino, nesta quinta-feira, pelo Brasileirão

Redação, Estadão Conteúdo

15 de outubro de 2020 | 22h55

O Flamengo mostrou sinais de cansaço, tropeçou no Maracanã e ficou no empate por 1 a 1 com o Red Bull Bragantino, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após a partida, disputada na noite desta quinta-feira, o experiente meia Diego lamentou a falta de objetividade no ataque, mas ressaltou o espírito de luta da equipe.

"Faltou concluir todas as chances em gol. A equipe vem em uma sequência muito boa, superando todas as dificuldades. Hoje tomamos um gol no início do segundo tempo, reagimos, mas não conseguimos a virada", analisou.

Com o resultado, o Flamengo perdeu a chance de liderar o Campeonato Brasileiro, já que chegou aos mesmos 31 pontos de Atlético-MG e Internacional. O time mineiro, que está em primeiro, tem uma vitória a mais (10 a 9) e ainda uma partida a menos (15 a 16).

"Hoje não deu para assumir a primeira posição, mas vamos continuar buscando. Estamos trabalhando muito e estamos no caminho certo. Vamos seguir buscando esse objetivo", concluiu Diego, que voltou ao time após cumprir suspensão na vitória sobre o Goiás, por 2 a 1, na terça-feira.

O atacante Pedro foi substituído no intervalo para ser poupado e o meia Everton Ribeiro deixou o campo reclamando de dores no joelho esquerdo. Ele será mais bem avaliado para ver quais são suas reais condições para os próximos jogos. O jogador estava servindo à seleção brasileira, folgou um dia e se apresentou ao clube para jogar nesta quinta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.