Paolo Giovannini/AP
Paolo Giovannini/AP

Diego marca 2 e classifica Werder às semifinais da Uefa

Brasileiro é decisivo no empate diante da Udinese, na Itália, por 3 a 3; próximo rival será o Hamburgo

AE, Agência Estado

16 de abril de 2009 | 18h09

O meia Diego foi decisivo nesta quinta-feira para garantir a classificação do Werder Bremen às semifinais da Copa da Uefa. Com dois gols do brasileiro, o time alemão empatou por 3 a 3 com a Udinese, na Itália, e fez valer a vantagem conquistada no jogo de ida, quando venceu por 3 a 1. Na próxima fase da competição europeia, o Werder vai encarar outra equipe alemã, o Hamburgo, que eliminou o Manchester City, de Robinho, também nesta quinta.    

 

Veja também:

link Dynamo vence PSG e está na semifinal da Copa da Uefa

link Brasileiros colocam Shakhtar na semi da Copa da Uefa

link Hamburgo elimina Manchester City na Copa da Uefa

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Apesar de ter conquistado a vaga nas semifinais com certa folga, o Werder teve muita dificuldade na partida em Údine. Aos 14 minutos de jogo, a Udinese já surpreendeu e conseguiu abrir o placar. Em um chute de longe do meia suíço Gokhan Inler, que encobriu o goleiro Wiese, o time italiano ficou a um gol da classificação logo no início. Foi então que começou a brilhar a estrela de Diego. Liderando sua equipe, ele marcou o gol do empate.

Com 28 minutos, o meia roubou a bola da zaga, invadiu a área e chutou no ângulo, sem chances de defesa para o goleiro. No entanto, ainda na primeira etapa a Udinese conseguiu o placar que levava a decisão para a prorrogação. O atacante Quagliarella mostrou oportunismo e marcou dois gols em apenas oito minutos. O primeiro saiu após lançamento, quando bateu na saída do goleiro, e o segundo foi resultado de uma boa trama do ataque da equipe italiana.

Perdendo por 3 a 1 e precisando de um gol para evitar a prorrogação, o Werder voltou mais ofensivo no segundo tempo. Aos 15 minutos, Diego tratou de colocar seu time novamente na condição de conquistar a vaga. Após chute de Hugo Almeida no travessão, o brasileiro pegou o rebote de cabeça e venceu o goleiro Handanovic, que ainda fez a defesa, mas já dentro do gol. Aos 28, o meia ainda teve a chance de marcar o seu terceiro na partida.

Em penalidade cometida pelo zagueiro Domizzi, Diego foi para a cobrança e parou no goleiro da Eslovênia. Ele bateu no canto direito, mas Handanovic foi buscar. Na sequência, o terceiro gol do Werder acabou saindo de um escanteio. Almeida desviou de cabeça na primeira trave e o peruano Pizarro estava esperto para apenas tirar do arqueiro da Udinese. Com o empate por 3 a 3, o time italiano não teve mais forças para buscar os gols que lhe dariam a vaga.

Nas semifinais, o Werder Bremen começa a decidir com o Hamburgo a vaga na decisão no próximo dia 30, em casa. Já no dia 7 de maio a equipe de Diego joga a partida de volta, longe de seus domínios. O Werder busca o título inédito da Copa da Uefa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.