Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Diego Pituca reafirma desejo de seguir no Santos, apesar de atritos na renovação

Impasse entre agente Adalberto Almeida e presidente José Carlos Peres estaria travando a negociação do volante

Redação, Estadão Conteúdo

06 de abril de 2019 | 17h30

Diego Pituca voltou a afirmar que pretende seguir no Santos, apesar de atritos entre seu empresário e a diretoria na negociação por sua renovação contratual. O volante, que é titular da equipe da Vila Belmiro, atribuiu o atraso nas tratativas a uma "briga chata" entre o seu agente, Adalberto Almeida, e o presidente do clube, José Carlos Peres. O vínculo do jogador com o time santista vai até maio de 2021.

Na manhã deste sábado, o atleta explicou a situação no CT Rei Pelé: "Ficou uma coisa chata entre o presidente e meu empresário. Falei para ele parar de falar. vamos resolver só eu, ele e o presidente. Quero ficar no Santos. Estou feliz, não me vejo com outra camisa. Vamos sentar nós três e resolver isso o mais rápido possível".

Segundo o mandatário santista, a falta de um acordo se deve a uma exigência de Almeida em receber uma comissão em valores "desonestos" com o clube. As conversas se arrastam há meses. Em fevereiro, o agente de Pituca chegou a dar as negociações como encerradas por causa da irritação com a diretoria alvinegra.

Outro ponto de tensão entre as partes recai sobre o valor da multa rescisória do volante. Segundo Almeida, o valor é de R$ 8 milhões, considerado baixo para os padrões atuais do mercado futebolístico. Já o Santos defende que a multa é de R$ 50 milhões, o que dificultaria a aquisição do jogador. Nenhum dos lados, porém, apresentou documentos que comprovem os valores alegados.

TREINO

Enquanto o impasse não se resolve, Pituca segue concentrado nos compromissos santistas desta temporada. Titular absoluto do time treinado pelo argentino Jorge Sampaoli, o volante se prepara para a volta das semifinais do Campeonato Paulista. O Santos enfrenta o Corinthians na segunda-feira, às 20h, no Pacaembu. "A gente tem que ter bastante paciência para sair de lá classificado", analisou. Na ida, a equipe de Itaquera venceu por 2 a 1.

No treinamento deste sábado, o destaque foi a participação do colombiano Felipe Aguilar. O zagueiro, que sofreu forte choque de cabeça com Danilo Avelar no jogo de ida da semifinal, participou de atividade com bola e deve disputar o clássico. Ele desfalcou o Santos na derrota por 1 a 0 para o Atlético Goianiense, na quinta-feira, fora de casa, pela Copa do Brasil. Contra o Corinthians, porém, deve formar a dupla de zaga com Gustavo Henrique.

O Santos conseguiu efeito suspensivo junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após o defensor brasileiro tomar gancho de quatro jogos por confusão com Moisés, do Palmeiras. A equipe de Jorge Sampaoli deve ir a campo com a seguinte formação: Vanderlei; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca, Carlos Sánchez, Jean Mota e Cueva; Derlis González.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.