Diego Souza é o favorito no Palmeiras

Diego Souza deverá ser o escolhido pelo técnico Estevam Soares para ser o responsável pela armação das jogadas do Palmeiras contra o Juventude, em Caxias do Sul (RS), no domingo. Com um esquema de jogo bem mais defensivo (3-5-2), caberá ao meia a função de levar a bola até os atacantes Pedrinho e Osmar."Eu não quero ficar muito na expectativa porque, contra o Paraná (semana passada), eu pensei que fosse começar como titular e acabei no banco", diz Diego Souza. Para ele, o Palmeiras terá a obrigação de vencer o Juventude, para poder recuperar os dois pontos que deixou de ganhar com o empate por 1 a 1 contra o Paraná, no Parque Antártica. "Precisamos recuperar esses pontos. E melhor ainda que será contra um adversário que briga com a gente diretamente por uma vaga na Libertadores. Um empate contra o Juventude será ruim." A última vez em que Diego Souza começou como titular foi contra o Santos, há um mês. Na ocasião, o Palmeiras foi derrotado por 2 a 1.Contra o Juventude, o meia, que marcou apenas um gol no Campeonato Brasileiro, acredita que seu time poderá conquistar a vitória até com certa tranqüilidade. Primeiro porque a equipe paulista tem um bom retrospecto fora de casa e, segundo, pelo fato de o técnico Estevam Soares ter adotado um esquema com três zagueiros. "Vamos jogar com uma equipe que vai sair. E, como temos jogadores muito rápidos na frente, Pedrinho e Osmar, aproveitaremos esses contra-ataques. Nossa marcação será muito mais forte. Esse esquema, para mim, é muito melhor porque não tenho tanta obrigação de marcar e fico mais próximo dos atacantes. O Juventude vai sair em cima. Ficaremos fechadinhos, esperando os contra-ataques." A meta no Palmeiras, agora, é buscar uma vaga na Libertadores de 2005. O título fica para segundo plano. O bom retrospecto em jogos fora de casa é o grande trunfo do Palmeiras para enfrentar o Juventude, domingo, em Caxias do Sul. As sete vitórias longe de Parque Antártica animam os jogadores. Segundo eles, atuar longe da torcida pode favorecer o desempenho da equipe. "Não teremos a pressão dos torcedores. E sempre que jogamos fora de casa a gente vai bem", diz o volante Marcinho. "Fora, temos feito bons jogos." Uma das ordens que o técnico Estevam Soares deu aos seus jogadores é que explorem muito os contra-ataques, que aproveitem os espaços que o Juventude deixará. "Por jogar em casa, eles vão sair para o jogo, vão vir para cima. Nós vamos nos fechar mais e sair rápido nos contra-ataques", diz Marcinho.Por essa razão, Soares vai adotar um esquema mais defensivo, com três zagueiros. "Assim, a gente libera mais os meias e os laterais. E aproveitamos os nossos atacantes rápidos", comenta o volante palmeirense.O zagueiro Nen, que não treinou em razão de um problema muscular na coxa, deverá trabalhar normalmente nesta sexta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.