Rubens Chiri/São Paulo Fc
Rubens Chiri/São Paulo Fc

Diego Souza exalta história do São Paulo e torce por chegada de Scarpa

Meia foi apresentado no CT da Barra Funda nesta quinta-feira e se colocou à disposição de Dorival para jogar

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

11 Janeiro 2018 | 12h55

O meia-atacante Diego Souza, recém-comprado pelo São Paulo por R$ 10 milhões do Sport, foi anunciado nesta quinta-feira no CT da Barra Funda e disse ter escolhido o Morumbi pela história do clube e pela perspectiva de obter conquistas em 2018. Ele sonha com uma vaga na seleção brasileira para a Copa do Mundo na Rússia.

São Paulo acerta empréstimo de Thomaz ao Red Bull para disputa do Paulistão

"Só num grande time para poder ajudar e ser ajudado a conquistar objetivos. A escolha pelo São Paulo é sem dúvida pela história do clube, por ser uma equipe que sempre está brigando por títulos nos campeonatos que disputa. Um dos meus objetivos neste ano é jogar a Copa do Mundo, mas também buscar títulos com o São Paulo, e para isso, aí é trabalho."

 

Convocado por Tite em 2017, Diego Souza se diz esperançoso de uma vaga no time brasileiro para o Mundial. "Sempre acreditei no meu trabalho e busquei dar o meu melhor. Não é surpresa chegar aos 32 anos e jogar um bom futebol. Não tenho dimensão do quanto estou perto ou não da Copa, mas continuo sonhando e acreditando. O ano passado me deixou motivado, mas o importante é ter um bom começo aqui e mostrar que tenho condições."

No São Paulo, Diego Souza vestiará a camisa 9, e deve ser acionado pelo técnico Dorival Junior para a posição de centro-avante, substituindo Lucas Pratto, que deixou o time no início da semana. Versátil, o reforço disse estar pronto para atuar adiantado, mas também na armação de jogadas, mais recuado. 

"O Dorival me conhece e sabe que não estou preocupado em atuar como um 9 ou 10", disse o atleta. "Quero jogar bem e ajudar ele da melhor forma possível. Onde ele se sentir confortável para me colocar em campo, estarei à disposição."

Após fazer sua melhor temporada no Sport em 2017, quando anotou 21 gols no ano, Diego Souza afirma que pode superar esta marca no São Paulo. Perguntado sobre uma possível parceria em campo com Gustavo Scarpa, do Fluminense, na mira no clube do Morumbi, o jogador demonstrou sua torcida pela contratação.

"Gosto de fazer gol, mas não estabeleço uma meta. Quero ajudar com assistências também. Mas dá para superar essa marca sim, pela equipe qualificada que o São Paulo tem. É sempre um objetivo fazer da atual a sua melhor temporada. Não tive nenhum contato com o Scarpa, mas ele é um grande atleta e, se eu preciso fazer gol,ele é um cara que me ajudaria bastante."

Diego Souza diz estar à disposição para quando Dorival Junior precisar. "Estou trabalhando, treinando, mas quando Dorival precisar, estaria pronto. Você só fica em forma de verdade quando joga os 90 minutos, um jogo atrás do outro, e ganha ritmo. Aí você fica adaptado para fazer o que tem de melhor."

Mais conteúdo sobre:
Diego Souza São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.