Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Diego Souza exalta luta gremista, mas lamenta gol sofrido e expulsão de Kannemann

Já classificado, time gaúcho ficou no empate por 1 a 1 com o América de Cali, em jogo pela Libertadores

Redação, Estadão Conteúdo

23 de outubro de 2020 | 08h29

Já classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores, o Grêmio jogava nesta quinta-feira pela liderança do Grupo E e só conseguiu o empate por 1 a 1 com o América de Cali no último lance da partida, em pênalti cobrado e convertido por Diego Souza aos 52 minutos do segundo tempo.

Mesmo assim, o atacante afirmou que gostou da postura do time brasileiro e que o Grêmio foi superior ao adversário desde o começo. "Acho que nossa equipe desde o primeiro minuto teve superioridade. O mais importante é que não desistimos, somos primeiro do grupo, o mais importante. Só lamento a perda de um guerreiro nosso injustamente, o Kannemann", falou se referindo ao zagueiro expulso.

Diego Souza ainda lamentou o lance de abertura do placar. Robinho cobrou um pênalti para o Grêmio, mas parou em defesa do goleiro Graterol. No contra-ataque, o América de Cali marcou.

"Tivemos algumas dificuldades, que é normal, mas tivemos a melhor oportunidade, com o pênalti no contra-ataque que tomamos gol. Aí, sim, passamos a ter uma dificuldade maior", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.