Evelson de Freintas/AE
Evelson de Freintas/AE

Diego Souza lamenta desfalcar Palmeiras em clássico

Meia foi expulso depois de puxar a camisa do adversário e discutir com o árbitro; sábado, time pega o São Paulo

AE, Agencia Estado

25 de março de 2009 | 13h16

SÃO PAULO - O meia Diego Souza lamentou muito sua expulsão na vitória do Palmeiras sobre o Bragantino, nesta terça-feira, já que vai perder o clássico de sábado, contra o São Paulo, no Morumbi. "Eu adoro disputar clássicos, pois trata-se de uma partida especial.", afirmou o jogador, que marcou o gol palmeirense no empate por 1 a 1 com o Corinthians, e no ano passado fez um contra o próprio São Paulo, na goleada por 4 a 1 na primeira fase do Paulistão.

Veja também:

linkMarcos diz que ainda é cedo para renovar com Palmeiras

linkDenilson volta ao Palmeiras para se recuperar de lesão    

linkOrtigoza comemora, mas não é o preferido do técnico 

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

Até receber o cartão vermelho, por puxar a camisa do volante César Gaúcho, Diego Souza vinha sendo um dos melhores jogadores do Palmeiras em campo, participando dos dois gols marcados pelo paraguaio Ortigoza - no primeiro, driblou dois jogadores dentro da área e deixou o atacante livre na cara do gol.

"Vinha sendo uma noite perfeita. Mas minha felicidade foi apagada pela expulsão. Tenho a consciência tranquila, porque acho que não merecia o cartão amarelo no primeiro lance, e não expulsão também achei que houve rigidez. Alguns atletas do Bragantino cometeram faltas parecidas e não sofreram cartão", reclamou.

Diego Souza ficou feliz por ter seu nome gritado pela torcida palmeirense ao sair de campo. "Foi uma atitude de quem reconheceu minha atuação e viu que a expulsão não foi justa. E estão de parabéns por terem acreditado na virada", elogiou.

Na súmula, o árbitro Robério Pereira Pires descreveu os palavrões de Diego Souza ao ser expulso, reclamando que o juiz estava "de sacanagem" por tirá-lo do clássico. O Tribunal de Justiça Desportiva ainda não se manifestou sobre o caso.

O técnico Vanderlei Luxemburgo saiu em defesa do jogador e criticou o árbitro. "Ele deu o primeiro cartão amarelo para o Diego por causa de uma cotovelada. Mas se ele interpretou desse jeito, deveria ter expulsado. Se vocês verem o lance, vai ver que o Diego não teve intenção nenhuma. Os dois atletas estão no alto e com os braços abertos. Em nenhum momento teve intenção de machucar", completou o treinador, que elogiou a atuação de Diego Souza. "Ele chamou o jogo, procurou espaços e foi participativo em diversos momentos. Perdemos um atleta importante para o clássico pois o árbitro não soube interpretar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.