Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Diego Souza reencontra ex-clubes e quer manter a fase de artilheiro no São Paulo

Atacante marcou gol nas duas últimas partidas pelo Brasileirão e quer ir às redes diante de Vasco e Sport

Estadão Conteúdo

04 Agosto 2018 | 12h25

Depois de uma má atuação na derrota para o Colón, da Argentina, pela Copa Sul-Americana, no meio de semana, o atacante Diego Souza quer manter o embalo de sua fase de artilheiro no São Paulo contra dois clubes por onde passou na carreira. Depois de marcar gols nas partidas contra Grêmio e Cruzeiro, onde atuou em 2007/2008 e 2013, respectivamente, terá pela frente agora duas das equipes que mais se identificou na carreira: Vasco e Sport.

+ Vida pós-Militão: as opções do São Paulo para jogar sem o garoto

+ Técnico do Sport diz que Everton Felipe quer jogar no São Paulo

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

O primeiro desafio será neste domingo contra o time carioca, às 16 horas, no estádio do Morumbi, em São Paulo, pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O são-paulino prega muito respeito pelos rivais, mas não quer perder o embalo. "São equipes onde fui muito feliz e só tenho boas lembranças, porém, agora sou São Paulo e nossos objetivos aqui são grandes", disse o atacante, que já fez seis gols no Brasileirão.

Diego Souza não acredita que a derrota na Copa Sul-Americana possa interferir no desempenho. "Nesse momento, aquele jogo fica no passado. Fizemos o possível para vencer e não conseguimos, acontece. Nosso foco agora é vencer o Vasco e quem sabe alcançar a liderança da competição", disse.

A partida contra o Vasco será a sua 13.ª consecutiva, alcançando, assim, a sua maior sequencia no ano. Artilheiro do time na temporada ao lado de Nenê, ambos com 10 gols, Diego Souza celebra a boa fase. "Quando eu vim para o São Paulo era para conquistar objetivos grandes e graças a Deus estamos no caminho. Temos um grupo muito forte, confiamos um no outro e me sinto muito bem aqui para poder ajudar meus companheiros. Domingo tem decisão e não podemos perder essa chance", completou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.