Diego Tardelli faz duelo de artilheiros

Frontini e Diego Tardelli têm dez gols cada no Paulista e lideram a artilharia do campeonato, ao lado de Finazzi (América) e Robinho (Santos). Um duelo no Morumbi, neste sábado, durante São Paulo x Marília? Para muitos, sim. Para Tardelli, não. Ele tem outro adversário. "Não tenho de disputar com ninguém. Se conseguir fazer um gol por jogo, termino como artilheiro, tenho certeza. É a meta que coloquei para mim este ano. Vou lutar sempre por isso", diz o atacante do São Paulo, que tem 11 gols em 12 jogos na temporada.São números que mostram sua evolução. Diego Tardelli estreou em 2003 e fez 13 gols em 30 partidas. No ano passado, foram apenas oito gols em 38 jogos. "Em 2005, ganhei a confiança do técnico e tenho rendido muito mais. Tenho muita confiança para chutar em gol. Estou no meu melhor momento e por isso é que tenho essa meta de um gol por jogo", explicou.Pela Libertadores, ele marcou um gol, o primeiro contra o Quilmes, na quarta-feira. Serviu para diminuir as desconfianças que caíram sobre ele após errar um pênalti contra o Rio Branco, sábado passado, no Morumbi. Na ocasião, Tardelli tentou imitar Djalminha, dando a "cavadinha" que encobre e humilha o goleiro. "Achei que era o melhor naquele momento, mas aprendi a lição. Agora, vou bater sempre forte, como nas outras vezes em que bati. Se tiver pênalti contra o Marília, vou pedir para cobrar", avisou o jogador.Na briga pela artilharia, Tardelli receberá um apoio. Os zagueiros do São Paulo também são fundamentais. Edcarlos explica. "Se a gente conseguir anular o Frontini, fica mais fácil para o Tardelli escapar dele nessa briga pela artilharia. Não é fácil porque ele é bom jogador pelo alto e por baixo também", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.