Diego Tardelli marca três vezes e Atlético-MG bate o Cruzeiro por 4 a 3

Com a vitória, time alvinegro assume a liderança isolada do campeonato, três pontos à frente do rival

AE, Agência Estado

12 de fevereiro de 2011 | 19h50

SETE LAGOAS - Em um clássico movimentado, com sete gols, dez cartões amarelos e um vermelho, o Atlético-MG ignorou a pressão da torcida do Cruzeiro - única presente na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas -, venceu por 4 a 3 neste sábado e assumiu a liderança isolada do Campeonato Mineiro. Diego Tardelli foi o grande herói do jogo, marcando três gols.

Este foi o terceiro jogo seguido, desde o fechamento do Mineirão para reformas, que o clássico tem torcida única, para evitar confrontos entre torcedores rivais. Também é a terceira vez que o time visitante vence. Antes do confronto deste sábado, o ônibus da delegação do Atlético-MG foi apedrejada por cruzeirenses.

O placar de 4 a 3 é exatamente o mesmo do último clássico, pelo Brasileirão do ano passado, também vencido pelo Atlético-MG. Na ocasião, Obina foi o herói do triunfo, marcando três gols. Desta vez, quem balançou três vezes a rede do Cruzeiro foi Diego Tardelli, que ainda foi expulso no final por colocar a mão na bola.

O Cruzeiro saiu na frente aos 19 minutos do primeiro tempo, com Wellington Paulista. Diego Tardelli virou o jogo com dois gols em três minutos. Primeiro, cobrando pênalti que Léo fez em Werley, e depois pegando rebote de um chute que ele mesmo havia tentado e que Fabio rebateu.

Logo o Cruzeiro tentou o empate, mas parou duas vezes em boas intervenções do goleiro Renan Ribeiro. Aos 35 minutos, Henrique chegou a acertar a trave alvinegra. O mesmo volante foi quem, no início do segundo tempo, conseguiu a igualdade, aproveitando passe de Pablo.

No minuto seguinte, Tardelli voltou a resolver. Ele recebeu passe na área, girou e bateu no canto direito de Fábio para voltar a colocar o Atlético-MG na frente. O time alvinegro ganhou folga no placar aos 26 minutos, depois que Neto Berola recebeu na área, limpou a jogada e bateu para o gol.

A cinco minutos do fim do tempo regulamentar, Gil descontou para o Cruzeiro, que ficou muito perto do quarto gol com Wellington Paulista, que cabeceou na trave uma ótima chance aos 42 minutos.

O Atlético-MG agora lidera o mineiro com nove pontos, contra seis do Cruzeiro e do Guarani, que pega o Uberaba no domingo e, se vencer, reassume a ponta. Na quarta rodada, o Cruzeiro recebe o Ipatinga, enquanto o Atlético visita o Guarani. Os dois jogos acontecem no domingo que vem.

Veja também:

linkCuca culpa arbitragem e 'sorte' pela derrota no clássico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.