Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Diego treina separado em preparação do Flamengo para 'decisões'

Meia faz exercícios físicos à parte enquanto grupo vai a campo visando jogos contra Atlético-MG e Corinthians

O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2018 | 12h55

Contando com uma semana cheia para treinamentos, o Flamengo segue a sua preparação para os importantes compromissos contra o Atlético Mineiro, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, e Corinthians, pela semifinal Copa do Brasil. O time rubro-negro, no entanto, tem tido cuidados especiais com o meia Diego.

Nesta quinta-feira, o camisa 10 da equipe carioca treinou separado do elenco. Enquanto o grupo realizava aquecimento e trabalhos táticos sob a supervisão do preparador Diogo Linhares, o experiente jogador ficou correndo na lateral do gramado do Ninho do Urubu para aprimorar a sua condição física.

O mesmo aconteceu nesta quarta-feira, quando o meia também treinou longe do grupo. Ele fez trabalho específico na academia, enquanto que os atletas foram para o gramado em movimentação que teve os portões fechados logo após o aquecimento - a exemplo do treinamento da terça-feira, atendendo a pedidos do técnico Mauricio Barbieri, que realizou trabalhos táticos nos dois dias.

Diego é preparado principalmente para o jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil contra o Corinthians, na próxima quarta-feira na Arena Corinthians, em Itaquera, após o empate por 0 a 0 no jogo de ida, realizado no Maracanã. O meia foi um dos mais criticados pela falta de gols no confronto contra o time paulista, que teve atuação bastante defensiva e não escondeu ter saído satisfeito com o resultado.

Antes, ainda, a equipe rubro-negra terá um 'confronto direto' diante do Atlético-MG pelo Brasileirão, neste domingo, às 16h (de Brasília). O time mineiro é o sexto colocado do campeonato com 42 pontos, três a menos que o Flamengo, que está em quarto - o líder, São Paulo, tem 50 pontos, um a mais que o vice-líder Internacional, e três acima do Palmeiras, terceiro.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.