Nelson Perez/Divulgação - 2013
Nelson Perez/Divulgação - 2013

Digão será preso se não pagar multa por dirigir com habilitação falsa

Zagueiro é condenado por ter sido pego em uma blitz em 2012

Carina Bacelar, Estadão Conteúdo

28 de abril de 2015 | 09h17

A Justiça do Rio determinou que o zagueiro Digão, ex-jogador do Fluminense, seja preso caso não pague em 72 horas uma multa de dez salários mínimos, pena a qual foi condenado em novembro de 2013 por ter sido pego em uma blitz com uma carteira de habilitação falsificada na madrugada do dia 17 de julho de 2012 em Duque de Caxias.

A decisão é da juíza Daniela Barbosa de Assumpção de Souza, da 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias. "O réu é atleta profissional, atualmente contratado de um clube no exterior, tem advogado particular, ou seja, tem total condição de cumprir a pena, sendo certo que esta procrastinando o cumprimento da decisão Superior desde setembro de 2014", afirmou a juíza.

Formado nas divisões de base do Fluminense, Digão estreou entre os profissionais em 2009 e fez parte do elenco que conquistou os títulos do Campeonato Brasileiro em 2010 e 2012 e do Campeonato Carioca em 2012. O jogador, hoje com 26 anos, está no Al-Hilal, clube da Arábia Saudita que o adquiriu no final de 2013 junto ao time das Laranjeiras.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolDigãoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.