Dinamarca elimina Camarões e classifica a Holanda

Com vitória de virada por 2 a 1, europeus precisam vencer o Japão na última rodada para avançar

LUIZ RAATZ- estadão.com.br

19 de junho de 2010 | 17h22

 

SÃO PAULO - Em um dos melhores jogos da Copa, a Dinamarca venceu Camarões de virada por 2 a 1 em Pretória e eliminou os Leões Indomáveis do Mundial da África do Sul. O resultado também classificou a Holanda, que pela manhã derrotou o Japão por 1 a 0. Na próxima rodada, os escandinavos enfrentam os orientais, que têm a vantagem do empate por ter melhor saldo de gols.Camarões abriu o placar com Eto'o, mas a Dinamarca virou com Bendtner e Rommedahl. 

Veja também:

mais imagensGALERIA: Camarõesx Dinamarca

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador |

O jogo foi marcado por erros de lado a lado. A Dinamarca perdia bolas fáceis na saída de bola. Camarões, no meio de campo. No entanto, as alterações promovidas pelos dois técnicos fizeram as equipes apresentar um melhor futebol.

Morten Olsen colocou o capitão Tomasson no ataque ao lado de Bendtner e Rommedahl, e Gronkjaer para auxiliar o veterano Jorgensen na armação. Paul Le Guen cedeu aos apelos dos jogadores e escalou os veteranos meias Geremi e Emana, além de colocar Eto'o no comando do ataque, ao lado de Webo.

O JOGO. Camarões começou melhor e tomou a iniciativa do jogo. Geremi e Emana organizavam as jogadas. Aos 9 minutos, Após uma saída errada de Cristian Poulsen, Webo roubou a bola pela esquerda e serviu o atacante, que mandou para dentro. O gol animou os Leões Indomáveis, que partiram para cima. Aos 10, Emana arriscou de fora da área e assustou Sorensen.

A Dinamarca equilibrou a partida. Após uma boa troca de passes na área entre Tomasson e Bendtner, Gronkjaer chutou para fora. Minutos depois, Tomasson recebeu sozinho cruzamento na área e dividiu com o goleiro.

Mas a equipe escandinava tinha sérios problemas na saída de bola. Errava demais passes na defesa, por vezes facilitando a vida de Camarões. Não fosse a má pontaria de Emana, o jogo poderia ter ido para o intervalo em 3 a 0.

Camarões   CAMARÕES1
Soleymanou, Mbia  , Nkoulou, Bassong  (Idrissou) e Ekotto; Geremi, Enoh (Makoun), Song, Emana; Eto'o e Webo (Aboubakar)
Técnico: Paul Le Guen
Dinamarca   DINAMARCA2
Sorensen  , Poulsen, Agger, Kjaer  e Jacobsen (Jansen); C. Poulsen, Gronkjaer (Khalenberg) e Jorgensen; Rommedahl, Tomasson (J. Poulsen) e Bendtner
Técnico: Morten Olsen
Gols: Eto'o aos 9 e Bendtner aos 33 do primeiro tempo, e Rommedahl, aos 16 do segundo tempo

Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai)

Estádio: Lottus Versfeld, em Pretória

Sorte dos dinamarqueses. Aos 33 Rommedahl recebeu um lindo lançamento e cruzou para Bendtner, que só teve o trabalho de completar para o gol.

O final do primeiro tempo foi alucinante. Camarões perdeu a bola no meio campo, Rommedahl trocou passes com Bendtner e serviu Tomasson, mas o goleiro defendeu. Camarões respondeu com Eto'o, numa bomba na trave. Pouco depois, os Leões Indomáveis perderam outro gol incrível na cara de Sorensen.

VIRADA. Camarões voltou melhor para a segunda etapa. No primeiro minuto, Mbia cabeceou e Sorensen defendeu. Aos 15, Eto'o recebeu na área, girou e bateu para o gol, mas também parou nas mãos do dinamarquês.

A Dinamarca respondeu com a virada. Rommedahl, o melhor em campo, recebeu lançamento pela direita, cortou para o meio e concluiu com categoria no cantinho. 2 a 1. Camarões partiu para o tudo ou nada.

Aos 21 Sorensen espalmou conclusão de Emana. Aos 37, Aboubakar enfiou uma bomba de fora da área e nocauteou Christian Poulsen. Camarões tentava desesperadamente o gol, mas a Dinamarca soube se defender. Os Leões Indomáveis são os primeiros a dizer adeus ao sonho africano.

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.