Dinamarca empata com Itália e deixa grupo embolado

Italianos conseguem empatar a partida no final do segundo tempo

AE, Agência Estado

11 de outubro de 2013 | 17h29

COPENHAGUE - A Dinamarca dava um importante passo para ir à Copa do Mundo de 2014, no Brasil, nesta sexta-feira, mas acabou cedendo o empate à Itália nos acréscimos e embolou o Grupo B das Eliminatórias Europeias. Contando com o apoio de sua torcida, que compareceu em peso ao Parken Stadium, em Copenhague, os dinamarqueses venciam até os 46 minutos do segundo tempo, quando os italianos selaram o empate por 2 a 2.

A vitória deixaria a Dinamarca em vantagem na briga por uma vaga na repescagem, mas o empate deixou tudo indefinido. Os dinamarqueses subiram para 13 pontos, mesmo número da Bulgária, que leva vantagem no saldo de gols (6 a -1) e por isso está na segunda colocação - lembrando que os oito melhores segundos colocados, entre os nove grupos, vão à repescagem. A Itália, com 21 pontos, já garantiu a primeira posição e, consequentemente, a vaga para o Mundial.

Para permanecer na briga pela classificação, a Dinamarca precisa vencer Malta na terça-feira, novamente em Copenhague, e torcer por um tropeço da Bulgária diante da República Checa, no mesmo dia, em Sófia. Os checos, com 12 pontos, ainda sonham com a vaga na repescagem, assim como a Armênia, que pega a Itália na terça, em Nápoles. Mesmo com a vaga já assegurada, a Itália aproveitou melhor as oportunidades no início e abriu o placar aos 28 minutos de jogo, com Pablo Osvaldo. O empate dinamarquês só saiu nos acréscimos do primeiro tempo, com Bendtner, que marcou e reanimou o time da casa para a etapa final.

Precisando da vitória para ficar em boa situação na chave, a Dinamarca voltou com tudo do intervalo e, depois de muito pressionar, conseguiu a virada aos 34 minutos, novamente com Bendtner. Quando parecia que a vitória era certa, Aquilani, aos 46, aproveitou confusão na área e, meio sem querer, marcou o gol de empate. Ao apito final, a decepção era evidente no rosto dos jogadores e torcedores dinamarqueses.

Quem gostou do resultado foi a Bulgária, que ficou em vantagem na briga pela segunda colocação do grupo, mesmo após ter perdido para a Armênia nesta sexta. Com dois a menos - Bodurov e Dyakov foram expulsos -, os búlgaros não resistiram ao adversário, que venceu por 2 a 1 em Yerevan. No outro jogo da chave, a República Checa goleou Malta, mesmo fora de casa, por 4 a 1, e manteve viva a esperança de ir ao Brasil em 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.