Dinamite ainda acredita em Vasco livre do rebaixamento

O presidente do Vasco, Roberto Dinamite, admite que não tem conseguido nem dormir direito com a possibilidade de rebaixamento do time carioca, mas ainda acredita que o clube não terá que disputar a Série B em 2009. "Dá para se safar. A equipe é limitada, mas tem condições de melhorar", disse. "Os salários estão em dia. Peguei um clube com a receita já comprometida. Mas não posso pôr a faca no pescoço de ninguém."Com 27 pontos, o Vasco segura a lanterna do Brasileirão, e nem uma vitória no último domingo, no clássico contra o Flamengo, tiraria o time da zona de perigo. A Portuguesa, primeira equipe fora do rebaixamento, soma 31 pontos. A situação é mais dramática se considerar que o time ficará mais de dois meses sem vencer até o próximo confronto, contra o Goiás, nesta quarta-feira. "Nunca sofri tanto no futebol", lamentou Dinamite.Para a partida decisiva contra a equipe goiana, no Serra Dourada, o técnico Renato Gaúcho pediu o incentivo da torcida, que pode ser fundamental posteriormente, nos quatro jogos que o time faz em São Januário. Confiante na recuperação, o treinador disse que abre mão até de incentivo financeiro para livrar o Vasco do rebaixamento. E garante que os jogadores também vão agir assim. "Não serão R$ 50 milhões, R$ 50 mil que vão fazer eles correrem mais. Eles têm caráter e já são pagos para isso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.