Dinamite já faz campanha para nova eleição do Vasco

A eleição de novembro de 2006, que manteve Eurico Miranda no poder, foi anulada por causa de fraudes

Agência Estado

05 de março de 2008 | 20h17

Candidato da oposição à presidência do Vasco, o ex-jogador Roberto Dinamite começou nesta quarta-feira a intensificar os contatos com eleitores e assessores visando à nova eleição que deverá ser realizada até abril para a escolha do presidente do clube.  A eleição de novembro de 2006, que manteve Eurico Miranda no poder, foi anulada logo depois, por causa de fraudes. O grupo de Eurico recorreu à Justiça e somente na última terça-feira, em mais uma etapa da briga judicial, a 8ª Câmara do Tribunal de Justiça do Rio decidiu que novo pleito deve ser realizado em até 30 dias após a publicação da sentença no Diário Oficial. "Falávamos com provas sobre as irregularidades naquele processo. Temos agora uma segunda etapa, a de unir os vascaínos, chamá-los para junto da gente. As pessoas que queiram realmente fazer um trabalho sério, legal, em prol do Vasco e do futebol carioca", disse Roberto Dinamite. Para Roberto Dinamite, a última decisão judicial "lava a alma de todos os vascaínos de bem" e renova "as nossas forças para realmente atingir o objetivo maior, de administrar o Vasco por três anos". A diretoria interina do Vasco, comandada por Eurico, estuda de que forma vai contestar a decisão da 8ª Câmara do Tribunal de Justiça do Rio. Em princípio, deve entrar com um embargo de declaração com o intuito de adiar em até duas semanas a publicação no Diário Oficial. Mas, mesmo assim, não haveria possibilidade de a nova eleição deixar de ser realizada até final de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.