Stephanie Lecocq/EFE
Stephanie Lecocq/EFE

Dínamo de Kiev tem 6 jogadores com covid-19 às vésperas do duelo com o Barcelona

Segundo o clube ucraniano, todos os contaminados estão saudáveis e foram afastados para cumprir o período de isolamento

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2020 | 13h51

O Dínamo de Kiev anunciou seis casos de jogadores de seu elenco contaminados pelo coronavírus nesta segunda-feira, antes da viagem à Espanha, onde o time ucraniano enfrenta o Barcelona, na quarta-feira, pela terceira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Entre os infectados pela covid-19 figuram Nikolái Shaparenko e Alexandr Karaváev, dois jogadores que foram titulares no empate por 2 a 2 com o Ferencvaros, da Hungria, na rodada anterior da Liga dos Campeões.

Gueorgui Tsitaishvili, Denís Garmash, Mikkel Duelund e Tudor Baluta são os outros atletas diagnosticados com a doença, de acordo com o comunicado emitido pelo Dínamo. Além deles, também testaram positivo para o coronavírus Emil Karas, auxiliar do técnico Mircea Lucescu, e outros quatro membros da comissão técnica.

Segundo o clube ucraniano, todos os contaminados estão saudáveis e foram afastados para cumprir o período de isolamento.

Ao todo, o Dínamo tem nove jogadores do elenco diagnosticados com o coronavírus e que não poderão enfrentar o Barcelona. Na lista de desfalques para o confronto na Catalunha há outros quatro atletas, três lesionados e um suspenso.

Com isso, o técnico Mircea Lucescu terá de quebrar a cabeça para escalar a equipe. Algo semelhante aconteceu com outro time da Ucrânia, o Shakhtar Donetsk, que também enfrentou um surto de covid-19 e jogou contra o Real Madrid com uma série de baixas. Mesmo assim, venceu o rival espanhol por 3 a 2, fora de casa, na estreia da Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.