Dínamo recusa proposta e Kléber deve deixar Palmeiras

O Dínamo de Kiev recusou a segunda proposta do Palmeiras pela compra dos direitos de Kléber. A cláusula de preferência do clube paulista termina quarta-feira e, a não ser que a diretoria consiga levantar uma alta quantia às pressas, o atacante não mais jogará no Palestra Itália. "A segunda proposta foi apenas verbal e logo avisei que, desse jeito, não tem negócio", disse Fábio Brito, representante do clube ucraniano no Brasil. "Adoraria ajudar o Palmeiras, mas trabalho para o Dínamo e preciso ver o que é melhor para eles".Brito deixou claro que não interessa ao clube ucraniano a repartição dos direitos do jogador, como foi sugerido pelo Palmeiras. "O Palmeiras até aumentou um pouco a primeira proposta, mas ainda está longe dos US$ 8 milhões (pouco mais de R$ 19 milhões) que o Dínamo quer", disse o agente, sem citar valores. O clube sugeriu pagar metade disso por apenas 50% dos direitos de Kléber, deixando o restante com o Dínamo, para que os ucranianos também lucrassem numa negociação futura envolvendo o Gladiador."Se não conseguirmos manter o Kléber, precisaremos ir atrás de pelo menos dois jogadores de ataque", diz o vice-presidente de futebol, Gilberto Cipullo. Por enquanto, o técnico Vanderlei Luxemburgo tem só dois atacantes à disposição para 2009: Lenny e Marquinhos, que vem do Vitória e se apresenta no Palestra só em fevereiro, depois de jogar o Sul-Americano Sub-20 com a seleção brasileira, na Venezuela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.