Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Rubens Chiri / São Paulo FC
Rubens Chiri / São Paulo FC

Diniz diz que rendimento do São Paulo caiu após a eliminação na Copa do Brasil

Após queda para o Grêmio no último jogo de 2020, equipe teve três derrotas e dois empates em 2021

Redação, Estadão Conteúdo

23 de janeiro de 2021 | 23h23

O técnico Fernando Diniz lamentou neste sábado mais um tropeço do São Paulo no Campeonato Brasileiro, que desta vez custou a chance de retomar, mesmo que provisoriamente, a liderança perdida na última quarta-feira para o Internacional. O 1 a 1 com o Coritiba, no estádio do Morumbi, na capital paulista, deixa o clube tricolor um ponto atrás (59 a 58) dos gaúchos, que neste domingo fazem o clássico contra o Grêmio.

De acordo com Fernando Diniz, o rendimento do time começou a cair após a eliminação para o Grêmio nas semifinais da Copa do Brasil, no último dia 30, em discurso já utilizado pelo lateral-direito espanhol Juanfran na derrota para o Internacional. Em 2021, o São Paulo ainda não venceu - são dois empates e três derrotas.

"Já comentei com os jogadores, acho que a queda foi depois do jogo do Grêmio em Porto Alegre. A gente venceu o Fluminense depois, mas jogando abaixo, depois veio a desclassificação, com o Bragantino oscilamos. Hoje (sábado) fizemos o primeiro tempo 'ok', depois melhoramos, mas hoje principalmente no segundo tempo, produzimos para ganhar o jogo", disse o técnico, em entrevista coletiva.

"Não tem como explicar de maneira simplista porque não vencemos. Tivemos chances de fazer gols, erramos num arremesso lateral e demos a chance do Coritiba marcar. Precisamos nos juntar, nos unir, trabalhar e passar esse momento que estamos passando", acrescentou Fernando Diniz.

O treinador falou da discussão após o final do jogo entre o goleiro Tiago Volpi e o lateral-esquerdo Reinaldo, flagrada pelas câmeras da transmissão pela TV. "Não tem clima pesado e crise entre os jogadores. O Volpi e o Reinaldo se dão super bem, foi cobrança de jogo e ninguém aceitou o empate, perder dois pontos, ainda mais como se desenhou o segundo tempo. Acho que a discussão foi até saudável, ela chegou no vestiário, mas está tudo bem. A indignação tem que acontecer mesmo", completou.

O São Paulo volta a campo apenas no próximo domingo, às 16 horas, para enfrentar o Atlético Goianiense, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia, pela 33.ª rodada do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.