Fernando Bizerra/ AFP
Fernando Bizerra/ AFP

Diniz lamenta 'vacilos' do São Paulo e garante: 'Não faltou espírito de luta'

Em casa, equipe tricolor empatou com o River Plate graças a dois gols contra

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2020 | 23h40

O técnico Fernando Diniz apontou "vacilos" do São Paulo nos dois gols sofridos no empate por 2 a 2 com o River Plate, na noite desta quinta-feira, no Morumbi. Após a partida válida pela fase de grupos da Copa Libertadores, o treinador analisou a atuação tricolor e disse que "não faltou espírito de luta" para a equipe buscar a vitória em casa.

"Devia ter jogado melhor e vencido o jogo, mas não faltou espírito de luta. Faltou calma nas chances que tivemos na frente, e não vacilar como vacilamos nos gols do River", afirmou o treinador.

Fernando Diniz valorizou o rival desta quinta-feira. O River Plate é o atual vice-campeão da Libertadores, além de ter conquistado o título da competição em 2018. O time argentino não jogava desde março em razão da pandemia do novo coronavírus.

"É um time que em 2017 foi semifinalista, 2018 foi campeão, 2019 foi vice-campeão jogando melhor que o Flamengo, tem mesmo treinador (Marcelo Gallardo) há seis anos, mesma base enriquecendo o elenco. Então não é algo para desconsiderar. Tínhamos que vencer, e jogamos para vencer. Não jogamos contra qualquer time, mas tivemos mais chances de vencer o jogo do que o River", analisou Diniz.

O São Paulo tem quatro pontos no Grupo D, assim como o River Plate. A LDU lidera o grupo, com seis. Já o Binacional está na lanterna, com três. Na próxima rodada, o São Paulo visita a LDU na altitude de 2.850 metros acima do nível do mar de Quito, no Equador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.