LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Diniz promete Flu competitivo e torce por chegada de Ganso: 'Está animado'

Treinador não define prazo para a chegada do jogador, que seria o principal reforço da temporada

Redação, Estadão Conteúdo

18 Janeiro 2019 | 17h03

Esperançoso com a possibilidade de contratação de Paulo Henrique Ganso, o técnico Fernando Diniz admitiu que conversou com o meia e garantiu que ele está animado com a chance de defender o Fluminense. Diniz disse que não há um prazo para a chegada do jogador, que segundo o treinador, faria o time mais forte e competitivo.

"A história começou com uma relação que tive com o Ganso. Na época do Audax, jogamos contra. Falei com ele, ele está animado para vir. Tem coisas que escapam de mim e ao Fluminense. Tem outras coisas envolvidas. Se ele puder vir, será um reforço de peso. Estou atento a isso, mas a gente não tem prazo definido. Não depende da gente. O interesse é mútuo, mas tem outras pessoas que têm de decidir", disse Diniz em entrevista coletiva concedida após a festa de lançamento do Campeonato Carioca nesta sexta-feira.

Ganso negocia com o Fluminense já há algum tempo. O jogador estava emprestado ao Amiens, da França, e pertence ao Sevilla, da Espanha, que faz jogo duro para negociá-lo e só aceitaria vender o meia, muito elogiado por Diniz.

"O Ganso é um dos maiores talentos que o futebol brasileiro produziu nos últimos anos. O que falta a ele é dar continuidade e jogar com constância. Acredito que, caso a gente trabalhe junto, iremos oferecer isso a ele", emendou.

Diniz também falou sobre o interesse do Fluminense em Nenê, do São Paulo. O meia, que tem características semelhantes às de Ganso, perdeu espaço com a chegada de Hernanes do time paulista, que, no entanto, não está disposto a liberá-lo.

"Jogador bom e que faz diferença sempre tem possibilidade. É difícil de acontecer. Todo mundo sabe das dificuldades financeiras da direção e da responsabilidade de respeitar o orçamento. Ao mesmo tempo, a diretoria está com tempo de fazer as coisas com o orçamento que tem para não passar dívidas para frente. Se pudéssemos ter os dois, seria ótimo", afirmou.

Com ou sem Ganso e Nenê, Diniz prometeu que, nas suas mãos, o Fluminense será competitivo. Segundo o treinador, a equipe carioca fez uma boa pré-temporada, e ele está animado com o que os jogadores podem apresentar.

"Esperamos apresentar um time competitivo. A pré-temporada foi importante, os jogadores se dedicaram muito. Temos um ano inteiro para construir um time competitivo e que consiga fazer justiça ao peso do Fluminense".

O Fluminense faz sua estreia no Campeonato Carioca neste sábado, às 19 horas, contra o Volta Redonda, no Maracanã.

 

 

Mais conteúdo sobre:
FluminenseFernando DinizGanso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.