Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Diniz vê Flu em evolução, mas diz: 'Precisamos transformar desempenho em vitória'

Fluminense volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, para enfrentar o Cruzeiro no primeiro jogo da oitavas de final da Copa do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

12 de maio de 2019 | 10h58

A derrota por 1 a 0 no clássico para o Botafogo na noite do último sábado, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, não desanimou e nem deixou insatisfeito o técnico Fernando Diniz, que acredita que o Fluminense está em evolução na temporada.

O treinador destacou que sua equipe tem controlado os jogos e tido boas performances. No entanto, alertou para a necessidade de transformar esse bom rendimento em vitórias. Até aqui, o time tricolor venceu apenas uma vez no Brasileirão - a virada épica por 5 a 4 sobre o Grêmio - e foi derrotado nos outros três compromissos.

"Tem que pensar para frente, tentar ao máximo continuar com esse volume de produção ofensiva e conseguir finalizar melhor. A equipe está evoluindo, precisa transformar o desempenho em vitórias, tem que continuar jogando e conseguir vencer as partidas", avaliou o treinador.

Sobre Pedro, titular pela primeira vez desde que retornou aos gramados após se recuperar de lesão grave no joelho, Diniz foi só elogios. O atacante passou em branco contra o Botafogo, mas teve boa atuação e já balançou as redes duas vezes depois que voltou a jogar.

"A tendência é de melhora sempre. Jogador de nível de seleção brasileira. Tenho muita confiança que com sequência de jogos, produzirá cada vez mais", elogiou. "Tendência é que continue iniciando as partida", avisou o técnico.

O Fluminense volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, para enfrentar o Cruzeiro no primeiro jogo da oitavas de final da Copa do Brasil. No sábado, as equipes duelam novamente, mas pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.