Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Diogo chega ao Santos e admite falta de ritmo

O atacante Diogo viveu dois momentos distintos, nesta quinta-feira, no Centro de Treinamento Rei Pelé, em Santos. Ele teve participação apagada na derrota por 3 a 2 do Santos no jogo-treino contra a seleção B de Angola e mostrou que ainda vai precisar treinar muito para entrar em forma. Depois foi apresentado como um dos mais importantes reforços do campeão paulista e da Copa do Brasil do ano passado para lutar pelo bi estadual, pelo terceiro titulo da Libertadores e pela conquista do Campeonato Brasileiro.

SANCHES FILHO, Agência Estado

27 de janeiro de 2011 | 20h21

"Na Portuguesa eu era meia, depois fui meia-atacante e na Grécia (Olimpiacos) atuei como homem de frente. Aqui (no Santos) Adilson Batista vai saber qual será a melhor maneira de me aproveitar", disse Diogo, ao ser questionado só poderá ser a solução para a camisa 9 do time.

No jogo-treino, Diogo apareceu pouco na área e na única oportunidade de gol que teve, ao receber um bom passe de Rodriguinho, tentou cortar o goleiro Lama e foi desarmado. "Foi apenas o meu segundo trabalho com bola, depois de ficar só me preparando na parte física", justificou o jogador de 23 anos.

Diogo disse que está fazendo a pré-temporada agora porque ficou parado depois que o Flamengo decidiu dispensá-lo (seu empréstimo ao clube da Gávea iria até o meio do ano). "Enquanto o Flamengo resolvia algumas pendências com o Olimpiacos, eu fiquei sem treinar".

Ele agradeceu à presidente flamenguista Patrícia Amorim por ter recebido o salário e o 13º, que estavam atrasados. "Agora só falta o dinheiro da rescisão". Ele procurou minimizar a fraca passagem pelo Flamengo - marcou um gol em 17 jogos. "Não foi apenas eu que foi mal, mas todo o Flamengo" e não se lembrou de quantos gols marcou nas duas temporadas (2008 e 2009) em que defendeu o Olimpiacos.

Embora já tenha experiência de ter atuado no exterior, Diogo tem apenas 23 anos. Ele começou na Portuguesa e passou por todas as categorias. Após o curto período em que jogou pelo Flamengo, ele foi devolvido ao clube grego que o aceitou emprestá-lo ao Santos até o fim de 2011. Além dos 400 mil euros que foram pagos na semana passada, os santistas terão que depositar mais 7 milhões de euros se quiserem ficar com o atacante em definitivo ao final do empréstimo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato PaulistaSantosDiogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.