Diogo Rincón é apresentado no Corinthians cheio de confiança

'Se eu fizer metade do que fiz no Dínamo, a torcida corintiana terá muito o que comemorar', diz o meia

Redação,

18 de fevereiro de 2008 | 18h48

O meia Diogo Rincón, que foi revelado no gaúcho Internacional e jogava no ucraniano Dínamo de Kiev, foi apresentado pelo Corinthians nesta segunda-feira. O jogador é a solução do clube para a falta de criatividade do meio-de-campo da equipe. E se depender do atleta, o problema será logo resolvido: "Se eu fizer metade do que fiz no Dínamo, a torcida corintiana terá muito o que comemorar." Veja também: Mano Menezes sai de julgamento apenas com uma multa "Quando eu saí daqui para a Ucrânia era muito novo, tinha dificuldade de lidar com a pressão e agora não tenho mais", conta Diogo Rincón, de 27 anos, que aproveitou para descrever seu papel nos gramados: "Eu atuei na Ucrânia como meia que encosta nos atacantes, para dar o último passe para eles e também aparecendo para finalizar." A volta ao Brasil é visto por Diogo Rincón não apenas como a chance de se destacar em uma equipe grande do País, mas também de voltar à seleção brasileira. "Em uma vitrine como o Corinthians, acho que tenho condições de voltar à seleção", concluiu o meia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.