Direção da Ponte Preta age rápido e acerta com Vadão

Técnico chega com a missão de livrar a Ponte Preta do rebaixamento no Campeonato Paulista

AE, Agência Estado

31 de janeiro de 2014 | 17h37

CAMPINAS - Nome mais especulado desde que a diretoria anunciou a demissão de Sidney Moraes, na manhã desta sexta-feira, Osvaldo Alvarez, o Vadão, será mesmo o novo treinador da Ponte Preta para a sequência da temporada de 2014. O presidente Márcio Della Volpe se reuniu com comandante na hora do almoço e fechou contrato até o final de dezembro.

Vadão chega com a missão de livrar a Ponte Preta do rebaixamento no Campeonato Paulista, já que a goleada sofrida para o XV de Piracicaba por 4 a 1, na última quinta-feira, reduziu bastante as chances de classificação do clube campineiro no Grupo C - terceira colocada, com apenas três pontos.

A apresentação oficial está marcada para a manhã deste sábado e a estreia acontece já neste domingo contra o Corinthians, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela quinta rodada do Paulistão. Em seu primeiro treinamento com o elenco, Vadão deve realizar algumas mudanças no time titular. O volante Alef foi expulso e cumpre suspensão automática.

Vadão tem 57 anos e acumula passagens por Mogi Mirim, Guarani, XV de Piracicaba, Matonense, Atlético Paranaense, Corinthians, São Paulo, Bahia, Vitória, Goiás, São Caetano, Portuguesa, Sport e Criciúma, seu último clube. Essa será a quarta passagem do treinador pela Ponte Preta.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaVadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.