Victor Hafner/PontePress
Victor Hafner/PontePress

Direção da Ponte Preta confirma renovação com o meia Renato Cajá

Para permanecer em Campinas, camisa 10aceitou abaixar o seu salário; meia está em sua treceira passagem pelo clube

Estadão Conteúdo

31 de dezembro de 2014 | 16h42

Mesmo não tendo uma temporada positiva, o meia Renato Cajá continua sendo a esperança da diretoria da Ponte Preta para brilhar em 2015. Tanto que a sua renovação contratual por uma temporada foi confirmada, neste último dia do ano, com valores não revelados, mas algo em torno de R$ 180 mil reais por mês. Ele vai disputar três competições: o Campeonato Paulista, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

Para permanecer em Campinas, Renato Cajá aceitou abaixar o seu salário. Ele ganhava perto de R$ 250 mil, com parte sendo pago por um empresário. Depois de passar pelo futebol chinês, voltou em 2014 ao time campineiro para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. Mas teve muitos problemas físicos e médicos, afetando o seu rendimento. "A adaptação de quem volta para o Brasil é, muitas vezes, complicada", justificou o gerente de futebol, Gustavo Bueno.

Renato Cajá apareceu no futebol paulista, inicialmente, na Ferroviária. Mas começou a brilhar em 2008 quando fez parte do time da Ponte Preta vice-campeã paulista - perdeu o título para o Palmeiras. Depois participou do acesso do time da Série B para a Série A, em 2011. No Brasil ainda teve passagens pelo Botafogo-RJ e Vitória.

"Quis ficar porque agora é a hora boa: quero vestir mais uma vez a camisa da Ponte no Paulistão e no Brasileiro da Série A. Eu quero ajudar a Ponte e nosso elenco a termos um ano de vitórias", comentou Renato Cajá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.