Claude Paris / AP
Claude Paris / AP

Direção do Monaco mantém Thierry Henry como técnico após goleada sofrida para PSG

Em seis jogos com o ex-atacante no comando, time ainda não venceu e está na penúltima colocação do Campeonato Francês

Estadão Conteúdo

12 de novembro de 2018 | 10h42

Com dois empates e quatro derrotas no comando do Monaco, o técnico Thierry Henry está "prestigiado" pela diretoria do clube do Principado. "Thierry Henry veio para um longo período", disse o vice-presidente Vadim Vasilyev nesta segunda-feira. "Nunca tivemos tantos jogadores lesionados. Estamos com falta de confiança e com falta de sorte".

O anúncio da direção do clube foi feito um dia depois de o time ser goleado pelo Paris Saint-Germain por 4 a 0, no último domingo, em casa, pela 13.ª rodada do Campeonato Francês. Repetindo o placar da última quarta-feira, pela Liga dos Campeões da Europa, quando também perdeu para o Brugge, da Bélgica.

Henry, ex-jogador da seleção francesa e de clube como Barcelona e Arsenal, assumiu o comando da equipe francesa no mês passado ao substituir o português Leonardo Jardim. Além da má fase e das lesões, a equipe sofreu com a venda recente de jogadores importantes como Bernardo Silva, Benjamin Mendy e Kylian Mbappé.

O Monaco é o 19.º e penúltimo colocado no Campeonato Francês com apenas sete pontos, após 13 partidas, ao lado do Guingamp, que só é superado no saldo de gols. O time soma uma vitória, quatro empates e oito derrotas. Foram 12 gols a favor e 22 contra.

Na fase de grupos da Liga dos Campeões, o Monaco já está eliminado, após ganhar um dos 12 pontos possíveis. Restando dois jogos, está atrás de Borussia Dortmund, Atlético de Madrid e Brugge.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.