Direção elogia trabalho de Claudinei Oliveira no Santos

Reconhecimento é por técnico ter mostrado que sabe aproveitar bem os garotos formados na base

SANCHES FILHO, Agência Estado

25 de julho de 2013 | 18h46

SANTOS - Depois da vitória sobre o Crac, na noite de quarta-feira, em Catalão (GO), que garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, a diretoria do Santos tratou de elogiar o trabalho do técnico interino Claudinei Oliveira. O maior reconhecimento é por ele ter mostrado que sabe aproveitar bem os garotos formados nas categorias de base do clube - diante do time goiano, escalou seis jogadores recém-promovidos (Gustavo Henrique, Alan Santos, Leandrinho, Alison, Neilton e Giva), além de utilizar outros dois durante a partida (Lucas Octávio e Leo Cittadini).

"Estamos satisfeitos com o trabalho de Claudinei. O time já tem outra postura graças ao seu método moderno de treinamento e ninguém conhece melhor a meninada do que ele", elogiou o vice-presidente do clube, Odílio Rodrigues, que vem cuidando da administração santista enquanto o presidente Luiz Alvaro de Oliveira Ribeiro está afastado por problemas médicos.

Em menos de dois meses - desde a demissão de Muricy Ramalho -, a ideia de contratar um técnico famoso foi abandonada pela diretoria santista. Enquanto isso, Claudinei Oliveira já teve um aumento salarial e, se o time continuar vencendo, os cartolas serão obrigados a efetivá-lo no cargo. Em oito jogos sob o seu comando, o Santos ganhou quatro, empatou três e sofreu apenas uma derrota (para o Criciúma, fora de casa), além de ter se classificado para as oitavas de final do Copa do Brasil e chegado ao sétimo lugar no Brasileirão. O próximo desafio será neste sábado, diante da Ponte Preta, em Campinas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCClaudinei Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.