Divulgação/Palmeiras
Divulgação/Palmeiras

Diretor de futebol assume clube após tragédia aérea: 'O Palmas continua forte'

Robson Tavares comanda reestruturação depois de acidente aéreo causar a morte de presidente e mais quatro jogadores

Redação, Estadão Conteúdo

28 de janeiro de 2021 | 15h15

Quatro dias depois do acidente aéreo que vitimou o presidente Lucas Meira e quatro jogadores - o zagueiro Gulherme Noé, o lateral-esquerdo Lucas Praxedes, o goleiro Ranule e o atacante Marcus Molinari -, além do piloto Wagner Machado, o Palmas tenta se reorganizar. Nesta quinta-feira, o diretor de futebol Robson Tavares garantiu que o clube do Tocantins seguirá forte e deve ir ao mercado para fortalecer o elenco.

Tavares informou em entrevista coletiva que em um primeiro momento a equipe será comandada por uma junta diretiva, que atuará como uma espécie de força tarefa para dar sequência no planejamento do clube e nas atividades de 2021. A junta será formada pelo advogado Neto Ayres, que fará a relação empresarial do time, Suely Divina, que passa a cuidar da parte social, e dele próprio, que permanece com a parte de futebol.

"Tem sido dias difíceis para todos nós, mas a vida segue, o clube segue. A gente sabe que o Lucas, onde estiver, sempre estará com a gente. Em hipótese nenhuma ele ia ficar satisfeito se a gente parasse. Esse é um projeto que o Lucas sempre falava: 'Eu tenho muitas empresas, mas a única que me faz sofrer é o Palmas (clube empresa)'. Ele sofria na véspera dos jogos e após os jogos. Ele passou a ter um amor muito grande pelo futebol, então ele não ia querer que a gente parasse", disse Tavares.

O clube informou que está organizando três homenagens para este sábado. Às 9 horas será feita uma soltura simbólica de balões e uma oração. Às 15 horas, realizará uma celebração em homenagem às vítimas em local particular. Às 18 horas será celebrada a missa de sétimo dia na catedral Divino Espírito Santo, em Palmas.

"O Palmas continua, continua forte, continua buscando os mesmos objetivos. Vamos continuar com o nosso sonho de acesso à Série C, vamos continuar o sonho do tricampeonato no Tocantinense. Seguimos com nosso sonho de formar atletas e cidadãos. Não vamos parar. Temos que contratar novos atletas para seguir com elenco competitivo e ter condições de buscar esses títulos. Entendemos que os quatro atletas fazem muita falta, como fizeram no primeiro jogo. Temos um tempo muito curto, tem todo um processo de troca de assinatura na CBF, então hoje (quinta-feira) não conseguimos inscrever ninguém", completou Tavares.

O clube informou que segue com as datas mantidas na Copa Verde e no Campeonato Tocantinense. Pela competição regional, a equipe joga na próxima terça-feira, às 16 horas, pelas oitavas de final, contra o Vila Nova, em Goiânia. E voltará a campo no dia 5 contra o Araguacema, pela volta das semifinais do Estadual de 2020, no estádio Nilton Santos, em Palmas. Na ida, em março de 2020, o time venceu por 1 a 0 e tem a vantagem do empate.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmas Futebol E Regatas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.