Bruno Cantini/CAM
Bruno Cantini/CAM

Diretor de futebol do Atlético-MG, Eduardo Maluf morre aos 61 anos

Dirigente foi vítima de um câncer no estômago

O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2017 | 14h14

O futebol mineiro perdeu nesta quinta-feira um dos seus principais dirigentes nas últimas décadas. Eduardo Maluf, que vinha trabalhando como diretor de futebol do Atlético Mineiro, faleceu aos 61 anos, vítima de um câncer no estômago.

Maluf teve o câncer constatado em 2016, quando se afastou das suas atividades no Atlético-MG. No começo deste ano, chegou a retomar as suas atividades no clube mineiro, mas a doença voltou a atacar, o forçando a não participar mais do dia-a-dia do clube, vindo a falecer nesta quinta.

Ex-jogador do Valeriodoce, Maluf iniciou a sua carreira de dirigente no clube de Itabira, no interior mineiro, chegando ao Atlético-MG em 2000, para uma breve passagem. Depois, ele retornaria ao clube como diretor de futebol em 2010, função que vinha exercendo desde então.

Nesse período, teve participação direta na montagem dos elencos que conquistaram os títulos do Campeonato Mineiro (2000, 2012, 2013, 2015 e 2017), da Copa Libertadores (2013), da Recopa Sul-Americana (2014) e da Copa do Brasil (2014).

"Lamentamos profundamente o falecimento do nosso amigo e companheiro Eduardo Maluf, nesta quinta-feira, em Belo Horizonte. Maluf lutava bravamente contra um adversário implacável, com garra e determinação, como convém aos grandes guerreiros", afirmou o Atlético-MG em um comunicado oficial.

"O Clube Atlético Mineiro decreta luto oficial de três dias e se solidariza aos familiares do dirigente pela perda inestimável. Eduardo Maluf sempre foi um profissional exemplar, com grande destaque no cenário esportivo, de currículo vitorioso e extremamente respeitado no universo do futebol", acrescentou.

Entre a primeira e a segunda passagem pelo Atlético-MG, Maluf trabalhou no Cruzeiro entre 2001 e 2010. E também teve muito sucesso nesse trabalho, tanto que o clube conquistou 16 títulos tendo ele como diretor de futebol, o que incluiu a histórica temporada 2003, quando o time foi campeão mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro.

Em nota oficial, o Cruzeiro também lamentou o falecimento de Maluf. "Com grande pesar, tristeza e lamentação, o Cruzeiro Esporte Clube recebeu a notícia do falecimento do nosso amigo Eduardo Maluf, um dos grandes profissionais que dedicou muitos anos de sua vida ao futebol, ocorrido na manhã desta quinta-feira. O esporte, com certeza, perdeu um de seus maiores gestores que, com seriedade e competência, ajudou a profissionalizar o futebol brasileiro nas últimas décadas", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Atlético-MGfutebolEduardo Maluf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.