Eric Bolte / USA Today Sports
Eric Bolte / USA Today Sports

Diretor diz que falar em Drogba no Corinthians é desrespeito com a torcida

Marketing insiste na contratação do jogador, mas Flávio Adauto nega chance de acerto

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2017 | 21h28

A possível contratação do atacante Didier Drogba criou uma disputa no Corinthians entre o marketing do clube e a diretoria de futebol. Os responsáveis pelo marketing queriam contratar o jogador da Costa do Marfim, pensando no retorno comercial, e garantem que ainda tem um projeto para conseguir pagar o atleta, enquanto os responsáveis pelo futebol do clube acreditam que a chegada do astro causaria mais problemas do que solução e vetam sua chegada. 

"Não teremos o Drogba. O departamento de futebol não entrou nessa história e, com todo o respeito, não aprova essa intenção e esse caso não irá prosperar. Só lamento pelo torcedor. Frustrá-lo é um grande desrespeito", disse o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, em entrevista exclusiva ao Estado

"Falamos sobre ele faz um tempo. Perguntaram para gente o que achávamos do Drogba. Falamos que era uma boa, mas foi só. Não houve nenhum entusiasmo por ele. O nome dele é forte, claro, mas não é uma negociação que está sendo feita pelo departamento de futebol", explicou. 

Nas últimas semanas, Drogba foi oferecido e não agradou inicialmente. Mas o marketing do clube entende que a contratação do ex-jogador do Chelsea, dentre outros clubes, poderia ajudar a valorizar a marca do clube no exterior, além de atrair empresas dispostas a investir no time. 

A ideia seria oferecer ao atacante um contrato de uma temporada. O salário ficaria na casa dos R$ 400 mil e seriam pagos, a maior parte ou até sua totalidade, por empresas que investiriam apenas no jogador. 

Já o departamento de futebol entende que Drogba não seria tão útil assim. O temor é que ele acabe atrapalhando o ambiente dos jogadores, por ser uma estrela e chegar com uma exposição muito maior que qualquer outro atleta. Além disso, existe uma desconfiança em relação a condição física dele. O marfinense era reserva do Montreal Impact, da Major League Soccer, campeonato nacional dos Estados Unidos.

O nome de Drogba já foi falado em outros momentos em clubes do futebol brasileiro. Santos e Palmeiras já chegaram a estudar a contratação do jogador no passado, mas os valores da transação impediram que as conversas fossem adiante. Neste caso, porém, o atacante iria diminuir bastante seu salário para jogar no futebol brasileiro.

Ao mesmo tempo em que o Corinthians estuda contratar Drogba, a imprensa francesa revela que o jogador gostaria de voltar para o Olympique de Marselha, da França, onde atuou no início da carreira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.