Diretor do Barcelona admite 'princípio de acordo' para Bravo ir para o City

Guardiola deixou claro que não confia em Joe Hart no Manchester

Estadão Conteúdo

20 Agosto 2016 | 16h45

O goleiro Claudio Bravo pode ter feito neste sábado sua última partida com a camisa do Barcelona. Depois da goleada por 6 a 2 sobre o Betis, na estreia do Campeonato Espanhol, a diretoria do clube catalão admitiu que chegou a um acordo para a transferência do chileno para o Manchester City.

"Temos um princípio de acordo com o Manchester City pelo Claudio Bravo. Devemos contratar um goleiro", declarou o secretário técnico do clube, Robert Fernández. "Esperamos acontecimentos esta semana. Quando Bravo sair, esperamos ter um novo goleiro."

Os rumores sobre a ida de Bravo para o City ganharam força nos últimos dias. Inicialmente, a imprensa europeia noticiou que o clube inglês tentou a contratação do outro goleiro do Barcelona, Ter Stegen, mas recebeu a negativa da diretoria catalã. Então, decidiu investir no chileno e finalmente chegou a um acordo.

A busca por um goleiro se tornou prioridade para o City depois que Guardiola chegou ao clube e deixou claro que Joe Hart não o convencia. Tanto que o titular da seleção inglesa foi para o banco da equipe por opção do treinador, que deu a vaga ao contestado Willy Caballero.

Bravo também estaria um pouco insatisfeito com o rodízio de goleiros promovido por Luis Enrique, o que teria facilitado o acordo. De acordo com parte da imprensa espanhola, o Barcelona já está perto do futuro substituto do chileno: Jasper Cillessen, do Ajax, que foi o titular da Holanda na Copa do Mundo de 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.