Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Diretor do Corinthians revela que busca por reforços depende de Libertadores

'É um campeonato que traz maior arrecadação e visibilidade'

O Estado de S.Paulo

08 de novembro de 2016 | 13h27

Sem conseguir apresentar um grande futebol, o Corinthians sofre com a instabilidade nesta temporada. Sétimo colocado do Campeonato Brasileiro com 50 pontos, o clube alvinegro já se planeja para o próximo ano. As contratações, contudo, passam pela classificação à Libertadores, como revelou o diretor de futebol Flávio Adauto, em entrevista à Rádio Estadão.

Descartando nomes consagrados no cenário internacional, o dirigente confirmou que alguns atletas devem chegar. "Não adianta fazer loucura agora e enterrar os próximos anos. Só que não deixaremos de trazer bons jogadores. Temos uma base e reforçaremos. Depende do calendário, se contaremos com a Libertadores, porque é um campeonato que traz maior arrecadação e visibilidade", disse.

Até o momento, a equipe já acertou as chegadas de Luidy, do CRB e Jô, que estavam sem clube após deixar o Jiangsu Suning, da China, e que foi revelado pelo próprio clube. "Quase todas as equipes passaram a ter jogadores mais experientes. Se você apostar só em caras novas, corre o risco de novamente não ter o rendimento esperado. O Jô disputou Copa do Mundo, ele não tem que se adaptar a nada, tem a cara do Corinthians, esse não tem desculpa", afirmou. 

Por mais que exista a busca por reforços, Flávio Adauto demonstrou confiança no atual elenco. "Estamos jogando um futebol ruim, mas já tivemos bons momentos com estes mesmos atletas. Se não fosse assim, estaríamos brigando como outros para fugir da degola."

Em sua última partida, o Corinthians acabou goleado pelo São Paulo por 4 a 0. A rodada, contudo, não foi ruim, já que Atlético-PR, Grêmio e Fluminense também foram derrotados. O revés para o rival foi definido pelo diretor como "fora da curva".

"Ninguém vai tapar o sol com a peneira, todos ficaram muito tristes. Foi uma partida atípica. A gente não aceita isso, mas temos que aprender para não acontecer mais vezes. Os concorrentes estão perdendo, precisamos fazer nossa parte para classificar", finalizou.

Dentro de campo, o Corinthians volta a jogar na quarta-feira, às 21h45 no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O confronto é válido pela 35ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.