Diretor do Liverpool deixa cargo após ofender torcedor

Um e-mail repleto de xingamentos a um torcedor do Liverpool tirou o diretor Tom Hicks Jr. de seu cargo no clube. O dirigente, que é filho do proprietário da equipe, Tom Hicks, anunciou sua demissão nesta segunda-feira.

AE-AP, Agencia Estado

11 de janeiro de 2010 | 12h01

Na semana passada, um torcedor teria enviado para Hicks Jr. um e-mail com uma reportagem sobre supostas dívidas do clube. O diretor respondeu a mensagem com uma série de ofensas, que foram encaminhadas pelo torcedor a vários jornais britânicos.

Nesta segunda-feira, além da saída de Tom Hicks Jr., o clube anunciou que Philip Nash, Ian Ayre e Casey Coffman foram eleitos para ocupar cargos na diretoria.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInglaterraLiverpool

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.