Diretor do Milan vai ao CT do Santos

O treino desta sexta-feira do Santos pode ser assistido por um convidado muito especial: o diretor-geral do Milan, Ariedo Braida. O técnico Emerson Leão já havia comentado que o dirigente italiano iria conhecer o CT Rei Pelé, mas ele deve aproveitar para observar alguns dos jogadores do Santos, especialmente Renato, que estaria nos planos do campeão europeu. O volante santista disse desconhecer qualquer entendimento para sua transferência para o futebol italiano, confirmando apenas que seu empresário e o presidente Marcelo Teixeira já conversaram sobre a renovação de seu contrato com o Santos, que termina em 31 de dezembro.Depois disso, será dono de seu passe e poderá negociá-lo com qualquer clube. Renato disse que pretende continuar no Santos, mas que só irá tratar disso depois de sua volta da seleção e o término do Campeonato Brasileiro. ?O presidente Marcelo Teixeira está pretendendo manter o grupo todo, que está bem entrosado, e eu estou muito feliz aqui.? Ele falou sobre os comentários de que Cruzeiro, São Paulo e o Corinthians estariam interessados em seu futebol. "São especulações, nada houve de concreto.? Se tiver que continuar no Brasil, Renato não quer sair da Vila Belmiro. Mas se houver possibilidade de ir para o exterior, sabe o que quer. ?Se houver uma boa proposta de clube estrangeiro, vou estudá-la?, disse, acrescentando. ?Mas só pretendo sair para um time que dispute títulos.? Em sua opinião, essa será a melhor maneira de se manter em evidência e continuar a ser chamado para a seleção brasileira. Já o meia Diego, convocado junto com Renato por Parreira, tem volta garantida no jogo de domingo contra a Ponte Preta, em Campinas. Ele acha que não é o momento de falar em negociação com o exterior. ?Estou por fora da vinda do diretor do Milan, mas neste momento nossa preocupação deve ser só com o Campeonato Brasileiro, que está entrando numa fase decisiva.? Para ele, falar em transferência agora ?só atrapalha, pois pode tirar a concentração.? Diego deverá ser a única novidade do Santos para o jogo contra a Ponte Preta. Leão está satisfeito com o desempenho da equipe. ?Nos últimos cinco jogos, conquistamos 15 pontos, marcamos 20 gols, o que dá uma média de quatro gols por partida e isso é mais do que qualquer técnico pode esperar.? Mesmo satisfeito, vai dar algumas broncas nos jogadores antes do treino desta sexta-feira: ele anotou falhas de postura da defesa. Mas fez uma ressalva. ?Nos três jogos que levamos o primeiro gol, marcamos três.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.