Diretor esportivo decide sair do Chelsea

O diretor esportivo Frank Arnesen vai deixar o Chelsea no final da temporada, quando seu contrato expirar, e vai se tornar o segundo membro de fora dos campos a anunciar a saída do campeão inglês nos últimos meses. O dinamarquês, de 54 anos, disse no sábado que ele quer "buscar um novo desafio" depois de ter passado seis anos no time londrino, após ser atraído do Tottenham.

AE, Agência Estado

27 de novembro de 2010 | 15h35

O assistente técnico Ray Wilkins deixou o Chelsea aparentemente com as relações desgastadas, quando o clube decidiu, em 11 de novembro, não renovar o seu contrato, que expiraria no final da temporada. Wilkins agora está processando o clube londrino. Arnesen disse que deixar a equipe era uma decisão própria, mas o Chelsea está considerando aproveitar a saída do dinamarquês para reestruturar o clube fora do campo.

Arnesen chegou ao Chelsea em 2005 para ajudar a estruturar o clube e as categorias de base. Ele foi promovido a diretor desportivo em 2009, trabalhando mais com a equipe principal, que foi campeã inglesa e da Copa da Inglaterra. "Nós temos uma grande geração de jovens jogadores agora chegando e eu sinto que é o momento certo para eu começar a olhar para um novo desafio", disse, em um comunicado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolChelseaFrank Arnesen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.