Diretor garante que Manchester United não será vendido

O Manchester United não será vendido nos próximos meses, apesar das recentes especulações sobre o assunto. Nesta terça-feira, um diretor da tradicional equipe inglesa disse que os proprietários norte-americanos irão negociá-lo algum dia, mas que há um "longo caminho pela frente".

AE-AP, Agência Estado

21 de dezembro de 2010 | 14h29

Os proprietários da equipe inglesa têm enfrentado especulações sobre a possibilidade de venda no futuro, já que a família Glazer tem enfrentado dificuldades financeiras por conta das dívidas adquiridas para a aquisição do Manchester United em 2005. Recentemente, a imprensa britânica publicou que a família real do Catar poderia comprar o clube.

"É inevitável que em algum momento eles vão vender", afirmou Michael Edelson, que é um dos diretores do Manchester United desde 1982. Mas "há um caminho logo pela frente". Já a família Glazer garante que o clube não está à venda.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolManchester Unitedvenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.