Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Diretor vê Libertadores como obrigação para Corinthians

Para Duílio Monteiro Alves, clube não 'trabalha com hipótese' de não disputar o torneio em 2014

AE, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 14h42

SÃO PAULO - No desembarque do Corinthians após a derrota por 1 a 0 para o Botafogo, sofrida na noite desta quarta-feira, no Maracanã, o diretor adjunto de futebol Duílio Monteiro Alves afirmou que o clube não trabalha com a hipótese de o time ficar fora da Copa Libertadores de 2014. "Não trabalhamos com essa hipótese, temos um grande elenco e confiamos nisso. Ainda tem um turno inteiro", afirmou o dirigente, na manhã desta quinta-feira.

As chances de título ficaram ainda menores depois da derrota para o Botafogo. A diferença de pontos do Corinthians para o Cruzeiro é de 13 agora (30 a 43). Em quinto lugar no Brasileiro, o time pode despencar na tabela com o complemento da primeira rodada do returno do Brasileirão, nesta quinta. Internacional, Santos e Coritiba podem ultrapassá-lo.

"Nosso trabalho é a Libertadores e brigar por um título. Ainda temos a Copa do Brasil, o Brasileiro ficou mais difícil", afirmou Duílio, falando também que vê a conquista da vaga na competição continental como uma obrigação ao ser questionado se o time tem o dever de levar mais um título neste ano - já levantou as taças do Paulistão e da Recopa Sul-Americana nesta temporada. "Como obrigação, vejo que o Corinthians tem de estar na Libertadores do ano que vem. Isso sim eu entendo como uma obrigação ou o primeiro objetivo a ser conquistado agora", enfatizou Duílio.

O Corinthians enfrenta o Goiás neste domingo, no Pacaembu, e o time deve contar com o retorno de Paolo Guerrero, que é aguardado na tarde desta quinta no CT após defender a seleção peruana pelas Eliminatórias da Copa de 2014. Já Alexandre Pato conseguiu entrar em campo contra o Botafogo depois de jogar alguns minutos pela seleção brasileira em Boston, na terça-feira, e está confirmado para pegar o time goiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.